Entenda sobre Planilha de Custos de um Restaurante!

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Preciso mesmo usar planilha de custos de um restaurante? 

Nem só de paixão pelo negócio vive um restaurante. Para mantê-lo de pé você vai precisar sim de uma planilha de custos de um restaurante. 

Para poder gerir os recursos de uma forma mais efetiva, utilizar esta ferramenta de uma mais detalhada e com todo fluxo de caixa é fundamental. 

Quem quer se destacar no mercado não pode desistir de fazer inovações e investir no restaurante. Só que, para tudo, existe um preço. 

No entanto, com mais organização financeira e uma planilha de custos de um restaurante, é possível fazer todas as melhorias sem gastar muito.

Mas, antes de qualquer coisa, faça as seguintes perguntas a si mesmo:

  • Como está o controle de despesas e de receita do restaurante? 
  • Está conseguido implementar todos os projetos que deseja para o restaurante? 
  • Os equipamentos e a estrutura física não estão precisando de manutenção?

Talvez a resposta para estas perguntas seja: não. Muitos restaurantes, nos dias de hoje, estão com dificuldades financeiras e praticamente estão “pagando para trabalhar”.

Se a sua situação é esta, no texto de hoje nós vamos ensinar dicas preciosas que vão ajudar na sua organização financeira.

Além disso, preparamos um material exclusivo para ajudar você. Clique no banner abaixo e baixe grátis a Planilha de Fluxo de Caixa para Restaurante. Com isso você já conseguirá organizar boa parte do seu negócio! 

O que é uma planilha de custos?

Uma planilha de custos é uma espécie de tabela, que separa os gastos e receitas de cada área do restaurante. 

É importante que ela seja feita periodicamente, para que todos os dados financeiros possam ser vistos e comparados. 

A planilha de custos de um restaurante tem o objetivo de organizar e gerir todos as despesas do restaurante. 

Controlar o fluxo de receitas e despesas, consegue transmitir uma visão macro da empresa para o empreendedor. 

E para ajudar nisso, a Saipos preparou planilhas de fluxo de caixa, controle de estoque, custo de prato, cadastro de produtos e controle de vendas.

Todos os materiais são gratuitos e podem ser baixados clicando aqui

Infelizmente, ainda são poucos os restaurantes que utilizam uma planilha de custos. 

Então, implementar este tipo de gestão proporciona mais vantagens financeiras, no comparativo com à concorrência. 

Como fazer uma planilha de custos?

Para os dias de hoje, é imprescindível que a planilha de custos de um restaurante seja feita em algum software de sua preferência. 

Muitas vezes, o próprio sistema de vendas do seu restaurante proporciona esta ferramenta. 

Mas, para quem ainda prefere usar planilhas de custos, é interessantes saber que ela se divide em 5 etapas: 

  • Organização do fluxo de caixa
  • Contas a pagar e contas a recebidas;
  • Margem de lucro no ticket médio;
  • Despesas fixas e custos operacionais;
  • Estatísticas de venda.

Abaixo você pode conferir mais detalhes sobre cada uma das etapas e como elas são organizadas! 

1. Organizando o fluxo de caixa

Os dados financeiros do restaurante devem ser, sempre, atualizados e fáceis de encontrar. 

Organizar o fluxo de caixa é uma medida importantíssima para administrar bem um restaurante e ampliar os lucros, vendo o que está sendo gasto além da conta.

Uma planilha de custos de um restaurante deve conter todas informações do que entra e do que sai do caixa. Desta forma, os gastos podem ser divididos em:

  • Dinheiro para gastos diários;
  • Dinheiro para gastos mensais;
  • Dinheiro para gastos anuais;
  • Reserva para caixa.

O dinheiro que está no fluxo de caixa é o “capital de giro” do restaurante. Então, o uso deve ser consciente para que o lucro da venda, não seja comprometido com o custo operacional.

Jamais ignore esta parte. Por mais que seja trabalhosa você vai precisar tirar um tempo do seu dia para cuidar disso. 

Para facilitar o processo, baixe a Planilha de Fluxo de Caixa para Restaurantes da Saipos. É só clicar no banner abaixo para fazer o download grátis. 

2. Receitas e despesas futuras: Contas a pagar e receber!

Sabe aquelas compras com o cartão de crédito que você faz para pagar só daqui 30 dias? Pois é, elas chegam!

Por isso, ao organizar a planilha de custos mensal ou até anual, é necessário prever as despesas futuras, sejam custos fixos com aluguel, luz, água, funcionários ou então com cartões de crédito e financiamentos.

É necessário que haja esta organização para que você não gaste mais do que arrecada e acabe ficando no prejuízo.

Por outro lado, você também deve prever receitas futuras, que  são os valores referentes a pagamentos que estão abertos, restituição de imposto de renda e etc.

Quando o empresário tem consciência de todos estes dados, ele vai conseguir prever o próximo mês mais tranquilo financeiramente.

3. Margem de lucro do seu ticket médio

O ticket médio é um indicador de performance de vendas. Ele pode ser calculado em função do valor monetário das vendas totais de uma empresa divididas pelo número de vendas.

Em algumas situações, também é conhecido pelo valor médio gasto por um cliente, no restaurante. 

Estabelecer metas de lucratividade para cada produto que é vendido, é fundamental para saber o quanto se pode ganhar.

Ao identificar o valor do ticket médio, o empreendedor consegue ter clareza de quanto tempo irá demorar para pagar todo o investimento, caso o restaurante seja novo.

O preço de cada produto até pode ser outorgado pela empresa, porém, o valor, não. E às vezes, as relações de preço x valor, são bastante discrepantes. 

Além disso, a maioria dos donos de restaurantes afirmam que o ticket médio na planilha de custos de um restaurante, deve ter no mínimo uma margem de 60% de lucratividade. Fica a dica!

4. Despesas fixas e custos operacionais

A planilha de custos de um restaurante deve, impreterivelmente, contabilizar as despesas fixas e o custo operacional do estabelecimento. 

A gestão dos custos é importante para dar a dimensão correta do quanto está sendo gasto em cada área, como exemplo: salário de funcionários, fornecedores de comida, conta de luz.

Ao visualizar estes dados, é possível diminuir alguns custos, pedindo descontos aos fornecedores, investindo em energia solar e etc.

Toda receita adquirida pelo restaurante, a cada mês, deve ser superior aos custos fixos para poder sobreviver. 

Você precisa ter boa gestão financeira para acreditar no futuro do seu negócio. 

E lembre-se que as despesas fixas e custos operacionais andam lado a lado. Não adianta olhar apenas para um deles.

5. Estatísticas de venda 

Ter os dados estatísticos das vendas do negócio é um conhecimento importantíssimo para sua planilha de custos de um restaurante.

Sabendo quantas vendas ocorreram, pode-se gerenciar melhor o estoque e evitar compras desnecessárias ou, então, que algum produto falte.

O ideal a ser feito, é que o profissional que cuida do estoque, atualize minuciosamente os dados com todas as informações.

Ao analisar as vendas, também é possível saber quais produtos saem mais e quais são os menos pedidos.

Assim, há subsídios para uma possível segmentação das opções gastronômicas.

Mas como combater os gastos desnecessários?

Sabe aquele alimento que você compra uma vez por semana e ele não pára de aumentar de preço?

Já pensou em comprar ele em grandes quantidades? Assim, pode-se conseguir um desconto melhor, diminuindo o custo operacional de compras. 

Um outro exemplo é a compra de carne congelada. Até onde o gelo está influenciando no peso do produto? 

Todas estas informações podem ajudar a diminuir seus gastos e ter mais lucros, ao contabilizar tudo numa planilha de custos. 

Comece a analisar isso e certamente verá o que vale a pena ou não manter. Inclusive, este é mais um dos motivos para usar a planilha de custos de um restaurante.

Dentro de um negócio, o bom funcionamento e a economia dependem apenas de organização. 

Controlar os custos significa mensurar os lucros

Os desafios de um gestor ou empreendedor da área gastronômica são muitos. Como você pôde ler neste artigo, é necessário dar atenção e estar por dentro de todo o planejamento financeiro do restaurante. 

Um restaurante precisa de oxigênio (financeiro) para poder, sempre, prover melhorias e inovar. 

Além disso, pagar um bom salário aos funcionários ajuda na motivação e por consequência, na qualidade do trabalho prestado por eles.

Fazer uma planilha de custos detalhada e confiável pode ser uma tarefa árdua. Por isso, recorra a profissionais da área como: contadores e administradores profissionais.

Quanto mais controle você tiver sobre as operações da sua empresa, maior será o seu entendimento dos gastos e das receitas de um restaurante.

Ah, e não há nada melhor do que o próprio feeling do proprietário sobre o panorama da empresa. 

Posso fazer a gestão do meu restaurante só com planilhas?

Até pode, mas isso irá causar riscos de erros muito sérios, além do gasto com tempo e inconstância de informaçõs. Por isso, a melhor opção é utilizar um sistema de gestão para restaurantes!

Saipos trabalha em busca de inovações para melhorar os resultados do seu negócio em várias áreas.

Por isso, ela oferece soluções que trazem benefícios e automatizações para todas as etapas de processo, confira algumas:

  • Controle financeiro a partir da ficha técnica;
  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes através de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para DeliveryBalcãoMesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Então não perca tempo e conheça mais sobre todos os benefícios de utilizar o sistema para restaurantes da Saipos. Aperte no banner e  descubra porque este é o software com melhor custo benefício do Brasil!