Sushi bar: confira ideias para aplicar no seu negócio

Sushi bar: confira ideias para aplicar no seu negócio

Sushi bar é sinônimo de um ambiente moderno que pode ser tanto mais reservado, quanto mais descontraído. 

A comida japonesa permite essa versatilidade e quem souber aproveitar as possibilidades desse mercado pode se dar muito bem. 

A estimativa é de que em 2017 a gastronomia oriental tenha movimentado em torno de R$ 19 bilhões, segundo levantamento da Francal Feiras. 

Com novos modelos de sushi restaurante, a tendência é de que este mercado continue se desenvolvendo constantemente. 

Por outro lado, abrir um sushi bar pode envolver um maior nível de complexidade, se compararmos a outros tipos de estabelecimento. 

A gestão, atendimento, divulgação e cardápio devem ser um ponto de atenção para que seu sushi restaurante seja um sucesso. 

Um outro ponto a ser considerado é que os ingredientes utilizados no sushi precisam de um melhor armazenamento. Então, para evitar comidas em excesso ou em falta no seu restaurante, o melhor a fazer é ter um bom controle de estoque

Isso pode ser feito de forma muito fácil por meio de ferramentas de gestão, como a Planilha de Estoque Saipos. Com ela, você pode:

  • Aprimorar a comunicação entre todos os setores do seu negócio;
  • Aumentar a produtividade, além de deixar o cliente satisfeito;
  • Evitar e reduzir prejuízos e perdas consequentes de desvios, ou até mesmo perda de validade dos produtos;
  • Ter uma gestão guiada pelos produtos que possuem maior giro no estoque, criando uma produção eficiente e, em consequência, maiores vendas.

Clique no banner abaixo para fazer o download e aproveite:

BAIXE A PLANILHA DE CONTROLE DE ESTOQUE
BAIXE A PLANILHA DE CONTROLE DE ESTOQUE
Tenha controle sobre seus produtos de forma automatizada e saiba fazer o gerenciamento de compras e fornecedores.
BAIXE AGORA

Como gerir e administrar um Sushi Bar? 

A gestão e administração de um Sushi Bar exige muita organização para não haver prejuízos. Isso inclui uma boa logística de entrega e armazenamento dos ingredientes que, em grande parte, são perecíveis. 

Você também deve dar uma atenção especial à logística de entrega e armazenamento dos fornecedores. Qualquer irregularidade apontada pela vigilância sanitária pode gerar um prejuízo muito grande. 

Além disso, toda sua operação deverá ser baseada em um planejamento com estratégias bem pensadas. O primeiro que você deve pensar é qual público pretende atender. 

Esse direcionamento poderá te mostrar o tipo de decoração e até o local onde seu sushi bar ficará. Para isso, você deverá analisar as tendências da sua região e escolher seu diferencial. 

Além disso, você deverá recrutar profissionais capacitados e que entendam as técnicas necessárias para esse tipo de culinária. 

Esses profissionais também devem ser treinados para ter a capacidade de tirar possíveis dúvidas de cada prato e até lembrar de oferecer a possibilidade de comer de garfo ou hashi, por exemplo. 

Por fim, seu atendimento deve prezar sempre pela simpatia, educação e cordialidade.  

Já no contexto das escolhas de cardápio, você deverá pensar em oferecer um cardápio diverso, com opções fritas, com cream cheese, por exemplo, ou um mais restrito, visando seguir uma linha mais tradicional da culinária japonesa.

Quanto lucra um Sushi Bar? 

Conforme falamos no início deste post, existe uma alta lucratividade nos restaurantes japoneses

Para ter uma ideia, o lucro médio de um dono de restaurante tradicional varia de 10% a 20% sobre o faturamento, mas em um sushi bar você pode aplicar uma margem maior sobre o produto vendido.

Em um exemplo prático, o preço de custo de um temaki pode girar em torno de 

R$ 8,00 e você pode facilmente vendê-lo por R$ 18,00, configurando um lucro de mais de 100%.

Além disso, você deve considerar que a matéria prima de um sushi não é barata e, consequentemente, o valor final também não deve ser. Essa lógica também é responsável por trazer um público mais selecionado. 

Nesse sentido, o faturamento mensal de um Sushi Bar pode alcançar facilmente de R$ 30 mil a R$ 80 mil, em uma cidade com cerca de 100 mil habitantes. 

Aposte em outros modelos de operação 

Outro ponto a ser considerado no seu restaurante são os modelos de operação. Entre as possibilidades de operação para um sushi bar, temos:

  • Presencial a la carte; 
  • Presencial rodízio japonês
  • Presencial self-service; 
  • Delivery Sushi Bar; 
  • Retirada (pegue e leve). 

Nesse ponto você deve considerar o que faz mais sentido para o seu espaço físico, tamanho da equipe e até disponibilidade de investimento inicial. 

É importante destacar também que nada te impede de aproveitar mais de um modelo de operação. Porém, tome cuidado, pois um dos erros para não cometer em um restaurante de sushi é ‘atirar para todos os lados e acabar não acertando em nenhum’. 

Ou seja, você acaba tentando mirar em várias modalidades e não faz nenhuma delas bem feito. 

Por isso, o recomendado é que você escolha uma forma de atendimento principal e pelo menos mais uma paralela que você consiga tocar de forma confortável.

Inovações para Sushi Bar 

Em um mercado crescente, como o de culinária japonesa, é preciso inovar. Por isso, além das formas de atuação, você também deverá pensar sobre como inovar. 

Alguns exemplos de inovação que você pode utilizar são:

  • Um balcão em que o sushiman pode fazer o preparo aparente do alimento;
  • Instalação de uma esteira rolante com os pratos prontos passando;
  • Música ao vivo.

Mais clientes para o Sushi Bar

Entre as melhores dicas restaurante japonês para garantir mais clientes, temos o investimento em marketing

Para ganhar mais visibilidade, você pode investir em estratégias gratuitas como a criação de conteúdos para o Instagram ou TikTok. Basta você ter um celular com uma boa câmera, disponibilidade e criatividade para produzir conteúdo de qualidade. 

Nesse sentido, vale fazer vídeos das pessoas experimentando seus melhores pratos, fazer fotos dos pratos mais bonitos e até registrar sua equipe trabalhando na cozinha. 

Se quer ir além com uma boa estratégia de marketing, vale investir também em anúncios pagos no Google, Facebook e Instagram. Assim você conseguirá alcançar o seu público de forma ainda mais assertiva. 

Como decorar um Sushi Bar? 

Um Sushi Bar pede uma ambientação temática, mas quem vai ditar o tom dessa decoração é você mesmo. 

Isso porque, como já falamos, você pode apostar tanto em um ambiente descontraído, quanto em um ambiente mais sóbrio e requintado. 

No caso de optar por um ambiente mais simples, você pode integrá-lo com uma carta de drinks e até uma opção de happy hour

Além disso, vale colocar lounges espalhados pelo salão para as pessoas se sentirem mais confortáveis no seu espaço. 

Sobre cartela de cores, vale apostar nas ricas cores da culinária japonesa para criar propostas únicas. 

No caso de um ambiente mais sóbrio, vale investir em móveis com padronagem geométrica e cores mais neutras e uma iluminação mais amarelada e menos exposta. 

O melhor sistema para restaurante japonês 

Para tornar sua operação no Sushi Bar ainda mais facilitada, você precisa investir em um bom sistema para restaurante japonês, como o da Saipos

Com ele, você pode ter mais controle financeiro, mais consciência do seu fluxo de caixa, estoque e até integração com apps de delivery.

Assim, você evita problemas e atrasos e organiza todos os seus pedidos, de acordo com a ordem de solicitação.

Para conhecer o melhor sistema para o seu Sushi Bar, com o melhor custo benefício do mercado, basta clicar no banner abaixo e agendar uma demonstração:

Carolina Morais - Jornalista, pós-graduanda em marketing pela ESPM, especialista em copywriting e apaixonada por todas as formas de comunicação.
Escrito porCarolina Morais

Jornalista, pós-graduanda em marketing pela ESPM, especialista em copywriting e apaixonada por todas as formas de comunicação.

Sistema para Sushi