Pesquisa Food Service 2021
50% de desconto na adesão do Sistema Saipos

Automatize seu restaurante! Esteja preparado para 2022 e impulsione suas vendas.

QUERO MEU DESCONTO!

Como montar uma cantina italiana?

Tainara Braga - Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.
Escrito porTainara Braga

Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.

Cantina italiana: o caminho para lucrar muito

Clima aconchegante, comida caseira… uma cantina italiana bem elaborada é como um pedaço da Itália em solo brasileiro e, se você quer investir nesse negócio, pode ser uma boa aposta!

Segundo a pesquisa Hábitos Alimentares dos Brasileiros, feita pela Banca do Ramon, no quesito culinária estrangeira, 41% das pessoas entrevistadas têm preferência por restaurantes italianos. 

O gosto pela culinária do “país da bota” é superior à dos restaurantes orientais (32%), portugueses (7%), árabes (6%) e outros (14%).

Motivos não faltam para apostar na criação de uma cantina italiana e, por conta do grande volume de descendentes de imigrantes no país, é fácil conquistar um público fiel.

Geralmente, boa parte dos donos de restaurante italiano escolheram esse setor por causa de suas origens, o que torna o local com uma essência italiana ainda mais forte.

No entanto, nada impede que um apreciador da gastronomia e conhecedor dos pratos invista nesta área gastronômica, e é por isso que preparamos este artigo.

A Saipos auxilia mais de 3 mil restaurantes no Brasil e entende tudo sobre o que não pode faltar em um estabelecimento de sucesso. Por isso, organizamos os principais pontos para te ajudar a abrir uma cantina italiana acima da média.

Mas, antes de continuar lendo, aperte no banner e baixe grátis o e-book “como tornar meu restaurante mais eficiente”. Faça o download agora e aproveite as dicas da Saipos!

O que é uma cantina italiana?

Uma cantina italiana é como um restaurante, mas com uma proporção menor e essência bem familiar, lembrando muito um restaurante bistrô. Rusticidade e comida caseira são as marcas principais desse tipo de estabelecimento.

A decoração deve lembrar diretamente as características da Itália e, até mesmo, o atendimento é diferenciado e bastante pessoal, reforçando o “clima de casa”.

Antes de começar a planejar a elaboração de uma cantina italiana, é fundamental estudar a fundo sobre a origem desse tipo de restaurante, para trazer o máximo de conceitos originais ao negócio.

Na Itália, as cantinas são chamadas de trattorias, e a principal característica é a simplicidade, com pratos sempre frescos e com o jeitinho tradicional de comida da nonna.

Outro diferencial é o apreço pela culinária original, feita à moda antiga. Ou seja, em uma cantina italiana raiz, você não encontrará pratos adaptados ou modificados visando uma modernização das receitas.

O que servir em uma cantina italiana?

Ao montar um restaurante italiano você pode oferecer de tudo um pouco, desde que sejam preparos originais e com sabor caseiro. As opções são muitas, e nós reunimos as mais rentáveis na tabela abaixo. Confira!

Opções para o antipasti (antes da comida)

O cardápio de uma cantina italiana deve ser dividido em categorias, assim como nos restaurantes convencionais.Desse modo, tenha uma seleção de pratos para entrada, receitas principais e sobremesas. Veja o que servir no antipasti:

Entrada a la Toscana 

Uma entrada geralmente utilizada na Toscana é um prato com aperitivos tradicionais da culinária italiana, composto por crostini + bruschetta + salumi.

Taglieri di salumi/affettati

Combinação de salames, presuntos e queijos que combina perfeitamente com vinhos.

Fior di Zucchini

Essa iguaria é a flor da abobrinha ou abóbora, recheada, empanada e frita.

Ainda tem dúvidas sobre o que servir de entrada?

Caso essas três opções pareçam muito distantes do cardápio que você quer criar, saiba que o antipasti pode ser feito sem seguir muitos protocolos, basta usar e abusar dos ingredientes tipicamente italianos. São eles:

  • Queijos;
  • Salames;
  • Presuntos
  • Azeite;
  • Manjericão;
  • Pimenta;
  • Tomate.

Opções para o primo piatto (primeiro prato)

Chegou a hora do prato principal, e o que não faltam são opções na culinária italiana. Os risottos e massas entram nessa fase do seu menu, e devem ser servidos em grandes porções, já que a fartura é o símbolo das refeições da Itália.

Espaguete ao sugo

É a típica massa italiana com molho de tomate. Pode parecer um prato simples, mas o segredo está na massa caseira e ingredientes de qualidade, principalmente o azeite.

Risotto

O risoto pode ser feito com vários ingredientes, desde frango até frutos do mar. É uma ótima possibilidade de trabalhar o preparo apenas com legumes, focando no público vegetariano. O arroz utilizado deve ser o arbóreo.

Lasanha

Ela não pode faltar nas opções para prato principal, mas precisa ser feita do modo italiano, com ricota e parmesão ou, ainda, o queijo parmigiano e molho bechamel. A bolonhesa é a mais clássica para se apostar.

Nhoque

É outra opção popular e muito consumida na Itália. Com o passar dos anos, a receita foi adaptada para a versão feita com batatas. Os molhos podem ser variados, à escolha do cliente, mas sempre respeitando o tradicional italiano.

Ravioli

É um dos pratos preferidos dos brasileiros, e consiste em uma massa fina e recheada, cozida com molho. 

Outras opções interessantes:

  • Bruschetta de Presunto de Parma, Queijo e Rúcula; 
  • Pizza à Lenha sem Lenha;
  • Nhoque de Ricota com Espinafre;
  • Lasanha com Polpetas;
  • Fettuccine com Molho Marzano;
  • Ravioli de Ricota e Espinafre com Molho de Açafrão;
  • Risoto Carbonara;
  • Ossobuco ao forno.

Saiba como calcular o custo dos pratos com a Planilha da Saipos. Baixe agora!

Opções para o secondo piatto (segundo prato)

O segundo prato geralmente é composto por carnes ou peixes, que podem ser servidos de diferentes formas, desde grelhados até ensopados.

O modo de servir da Itália é bastante diferenciado. Sendo assim, o segundo prato não deve ter acompanhamentos. É composto apenas pela proteína. 

Nesse caso, tenha uma parte do menu com itens extras, como saladas, que podem ser solicitados pelo cliente para acompanhar.

Opções de sobremesa

Panna cotta

É uma sobremesa super delicada, feita à base de creme de baunilha.

Cannoli

É um canudinho de massa doce e frita, recheado com creme de ricota e baunilha, mas podendo ser feito com outros recheios típicos.

Tiramisù

É um doce em camadas, feito de biscoito champagne e queijo mascarpone, creme de leite e ovos, vinho e cacau em pó.

Gelatos

O gelato italiano é sucesso no mundo todo, e você precisa ter essa delícia na sua cantina. 

Outras sugestões interessantes:

  • Torrone;
  • Zabaglione;
  • Bomboloni;
  • Pignoli;
  • Zeppole.

Ainda tem dúvidas sobre como organizar o cardápio? A Saipos tem um e-book exclusivo com esse tema. Aperte no banner e baixe agora!

Invista na tradição italiana com queijos e vinhos!

Caso você venha de uma família com descendência italiana, ou conheça pessoas com essa origem, sabe que queijos e vinhos são itens que nunca faltam em uma mesa.

O queijo está presente em todas as refeições, e o vinho é um produto garantido no jantar e nos almoços.

Por isso, você pode e deve explorar a fama desses ingredientes, tendo um menu próprio de queijos e vinhos na sua cantina italiana.

Inclusive, as adegas combinam perfeitamente com a essência destes estabelecimentos, e você pode atrair muitos clientes fortalecendo essa proposta inovadora no seu negócio.

No entanto, é preciso encontrar bons fornecedores, para garantir a procedência original. Os importados fazem sucesso, mas nada impede que se compre de produtores nacionais.

Os vinhos da serra gaúcha e os queijos coloniais e de Minas costumam ser feitos com receitas caseiras e familiares, mantendo a essência de uma típica cantina italiana.

Confira os principais tipos de queijos e marcas de vinho mais apreciadas pelos italianos:

Queijos

Vinhos

  • Parmigiano Reggiano
  • Brunello di Montalcino
  • Montasio
  • Terra Serena
  • Gorgonzola
  • Frascati
  • Taleggio
  • Tramari Rosé
  • Caciocavallo
  • La Quercia Barbera
  • Mozarela
  • Corbelli Primitivo
  • Pecorino Romano
  • Forte Ambrone Super Toscana

Dica da Saipos

Embora uma cantina italiana seja cheia de tradições e resgates da culinária da Itália, é necessário lembrar que estamos no Brasil, e que é importante ter opções que mantenham os clientes em sua zona de conforto.

Para isso, separe no cardápio e na carta de vinhos as opções nacionais, para aqueles que não gostam de se aventurar em sabores muito diferentes dos habituais.

Quais são os principais cuidados ao abrir uma cantina italiana?

Ainda que a  gastronomia italiana seja muito apreciada no Brasil, é necessário ter alguns cuidados para evitar que o investimento dê lucros inferiores ao esperado. 

Separamos os três principais pontos de atenção para você não errar!

1. Localização

Apesar do estilo de uma cantina italiana remeter à simplicidade, há muito valor agregado aos pratos por conta da experiência do cliente, que é farta e ampliada em diversos fatores, seja no atendimento ou na decoração.

Por isso, o custo de uma refeição completa é mais alto do que em um restaurante self-service, por exemplo.

Esse fator exige que a cantina esteja inserida em uma localização de fácil acesso, mas sem necessidade de ser em um grande centro comercial.

Shoppings, bairros elegantes e reservados são uma boa escolha de onde estar, e reforçam o conceito de uma típica cantina italiana.

Caso o ponto comercial seja alugado, vale procurar casas e prédios mais antigos, mas em boas condições. Construções com detalhes de época conferem ainda mais características de uma cantina italiana. 

Terraços e estruturas que lembram tabernas e subsolos são um grande diferencial para atrair a clientela.

2. Habilidade

Uma cantina italiana trabalha com um cardápio tradicional, desde as receitas mais simples até as mais elaboradas. No entanto, todas exigem um requisito indispensável: a técnica!

Então, antes de qualquer coisa, ponha no seu planejamento a necessidade de montar uma equipe capacitada, com, no mínimo, um chefe de cozinha que já tenha experiência com culinária italiana.

Não abra mão de ter um profissional experiente nesse quesito, que é a principal garantia de qualidade e satisfação dos clientes.

3. Concorrência

Por serem tão apreciados pelos brasileiros, os restaurantes e cantinas italianas estão em diversas cidades, marcando presença em todos os estados e regiões.

Isso faz com que seja ainda mais importante conhecer os concorrentes, de modo que a sua cantina italiana não pareça uma cópia do que já existe na cidade.

Uma dica fundamental é frequentar ao menos uma vez os concorrentes diretos, e analisar os pontos fortes e de melhoria de cada um deles.

Desse modo, você pode potencializar o seu negócio com o que está em falta nos outros estabelecimentos, aumentando as chances de se tornar a escolha dos clientes indecisos.

Qual o investimento para abrir uma cantina italiana?

O investimento para abrir um restaurante cantina no estilo italiano gira entre R$ 60 mil a R$ 240 mil. Tudo vai depender da demanda pretendida e do número de funcionários.

Estabelecimentos familiares costumam ter um custo menor, já que há necessidade de menos funcionários e, muitas vezes, o espaço é criado em áreas da própria casa.

De todo modo, vale a pena investir nesse tipo de negócio, e há diversas formas de torná-lo mais atrativo e inovador.

Músicas típicas, vestimenta tradicional da Itália, decoração temática, tudo isso aumenta a rentabilidade do empreendimento, já que mais valor é gerado devido à experiência do cliente.

Tecnologia é fundamental em uma cantina italiana

Podemos imaginar diversos cenários para a rotina de uma cantina italiana, mas uma coisa é certa: independentemente de ser um espaço menor e familiar, ou um restaurante com alta demanda, a tecnologia é indispensável!

Dar conta de todos os detalhes específicos que um restaurante temático necessita, e conseguir manter a rotina administrativa do negócio é um desafio e tanto.

Por isso, o melhor caminho para não errar e ter as finanças em dia e sempre no azul, é utilizar um sistema de gestão para restaurantes, como o da SAIPOS.

O sistema da Saipos é o mais completo do Brasil, e auxilia mais de 3 mil restaurantes em suas operações diárias.

São benefícios em todas as etapas dos processos. Confira algumas funcionalidades:

  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Possibilidade de vender por meio do Site Delivery, o site próprio com pedido online e sem taxas;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Agora você já sabe como abrir uma cantina italiana, não perca tempo e conheça o software que vai tornar o seu negócio acima da média, superando todos os concorrentes!

Aperte no banner e assista uma demonstração agora mesmo!

BAIXE: e-Book Dicas para Divulgar Restaurante