Glovo encerra operações no Brasil por mudança de estratégias

Conteúdo Tecnoblog- A Glovo, empresa que faz delivery de comida e entrega de produtos em geral, está encerrando suas atividades no Brasil.

A startup espanhola — que concorre com iFood, Rappi e Uber Eats — vai interromper seus serviços no próximo domingo (3), dizendo que “o mercado brasileiro é extremamente competitivo”.

Ela continuará atuando em outros países da América Latina, Europa, Oriente Médio e África.

A empresa comunicou que o aplicativo vai funcionar no Brasil até o dia 3 de março às 23h59.

Os Glovers “receberão os repasses devidos” e ainda terão acesso aos centros de atendimento da empresa para sanar quaisquer dúvidas.

O appp  começou a operar no Brasil em março de 2018, inicialmente em alguns bairros de São Paulo e Rio de Janeiro.

Atualmente, ele também está presente no ABC Paulista, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Guarujá, Niterói, Praia Grande, Porto Alegre, Recife, Salvador e Santos.

A startup ficou conhecido por oferecer o modelo de “multidelivery on-demand”,  que faz entrega de todo tipo de coisa: pedidos de restaurante, compras de mercado e farmácia, objetos de uma pessoa para outra e afins.

Em janeiro, a empresa lançou o serviço Glovo Prime, que cobra R$ 16,90 mensais para entregas grátis ilimitadas em pedidos acima de R$ 30.

Ela previa chegar a 50 cidades no Brasil este ano, tornando-o seu principal mercado em número de pedidos.

A Glovo foi fundada em 2015 na Espanha e atua em vários outros países, incluindo Portugal, França, Itália, Turquia, Ucrânia, Quênia, Chile e Argentina. Ela vai manter suas operações fora do Brasil.