12 passos de como montar um restaurante caseiro

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Como montar um restaurante caseiro em 12 passos

Quer saber como montar um restaurante caseiro? Este é o lugar certo. 

Confira agora 12 passos para montar o seu restaurante cumprindo o que é necessário para evitar problemas neste início. 

E mesmo que você queira abrir um restaurante com pouco dinheiro, é possível investir no setor de comida caseira.

Fique atento nas nossas dicas e já comece a preparar o seu planejamento. Vamos para as dicas!

Mas antes, baixe grátis o e-book da Saipos com dicas para divulgar seu restaurante caseiro. Aperte no banner e faça donwload agora mesmo!

1. Escolha o melhor horário e local 

É fundamental que você seja inteligente nessa escolha, pois esse tipo de restaurante costuma atender um grande número de pessoas diariamente.

No geral, são trabalhadores em hora de almoço, então, nos horários próximos ao meio dia, a mágica acontece e os restaurantes ficam lotados.

Portanto, não deixe de abrir o seu negócio em um local bem movimentado.

2. Pense no cardápio

O cardápio para um restaurante de comida caseira não é difícil. Você pode servir comida do dia a dia, mesmo. O  que não pode faltar é:

  • Massas;
  • Arroz;
  • Saladas;
  • Carnes variadas;
  • Ovos;
  • Outros complementos, como vegetais e farofas.

Isso quer dizer que o cardápio é simples e você tem grandes chances de se dar bem, mesmo em um momento de crise.

 Abaixo, preparamos um cardápio semanal para você se inspirar, confira!

 

Segunda

Terça Quarta Quinta Sexta

Sábado

Arroz, feijão, purê de batatas, carne de panela, saladas de ovos e folhas Galinhada à caipira, aipim com farofa, feijão vermelho, couve refogada e salada de tomate com cebolas. Macarrão bolonhesa, picadinho de legumes, polenta frita, almôndegas e saladas. Ensopado de peixe, arroz à grega, batatas assadas com especiarias, Feijão e refogado de legumes. Feijoada completa, arroz, farofa, couve e chuletas de porco. Salada de maionese, carne assada, arroz, saladas diversas, lentilha e batata frita.

Como você viu, seguimos a ideia de uma comida simples e do dia a dia. O detalhe de um restaurante caseiro, é fazer comidas com sabor.

Você pode optar por montar um negócio que tenha mais a ver com um restaurante de peixes ou frutos do mar, ou outros elementos que queira valorizar.

É possível utilizar a ideia de alguns restaurantes mais contemporâneos, como os de espetinhos, macarrão ao vivo ou as lanchonetes, e inserir no seu cardápio algumas inspirações. 

3. Escolha o seu modelo de restaurante

Se você que saber como montar um restaurante caseiro o mais  econômico possível, e com menos riscos de dar errado, a melhor opção são os restaurantes mais simples, onde o custo dos pratos é menor.

Os modelos que servem como restaurante self-service, prato feito ou restaurante de comida por kilo  geralmente atingem um público maior.

Por isso, é legal que você invista em um desses tipos de restaurante. Assim, consegue alcançar mais pessoas.

Isso porque,  muitas pessoas almoçam fora nos horários de pico e sempre escolhem a opção mais econômica. 

4. Pense no seu espaço físico

Restaurantes de comida caseira costumam ser mais simples, até por oferecer uma opção mais barata para quem precisa fazer as refeições diariamente fora de casa.

Mas isso não quer dizer que você não possa caprichar no estilo do seu restaurante.

Dar ao local uma cara de casa, deixa tudo ainda mais aconchegante. Faça uma decoração simples, mas não deixe de fazer.

Nessa fase, gaste conforme o seu dinheiro permite para não se afundar, mas não abra mão de ter as qualidade de um restaurante e valorizar também o ambiente.

5. Invista em bons equipamentos

Bons equipamentos fazem a diferença na hora de preparar as suas refeições. Então, se precisar cortar algum gasto nesse início, evite fazer isso com os seus equipamentos.

Na sua cozinha, você não vai precisar de uma infinidade de itens nesse primeiro momento.

Mas precisa de materiais de qualidade, que cumpram bem suas funções e evitem atrasos.

Mas, do que você vai precisar? Veja alguns itens aqui:

Todo tipo de compra relacionada ao seu estabelecimento, necessita muita pesquisa e diálogo com os fornecedores, esse é o momento ideal para economizar.

  • Fogões industriais
  • Freezers e geladeiras
  • Processador de alimentos
  • Utensílios de cozinha
  • Balcões térmicos
  • Mesas e cadeiras
  • Computadores
  • Caixas registradoras
  • Impressoras
  • Balanças

6. Que tal começar como Delivery?

Começar apenas como restaurante delivery ajuda a evitar gastos em um primeiro momento. Isso ajuda muito a ter um ganho de caixa antes de começar a montar o negócio fixo.

Fazer isso contribui muito para o crescimento da sua marca, e ainda é uma boa maneira de desenvolver responsabilidade na sua gestão.

Para isso, você pode utilizar as plataformas de delivery online, como Rappi e Ifood.

7. Mantenha seu restaurante organizado

É muito importante que você leve a sério essa etapa. Ter todas as licenças para restaurante e mantê-lo legalizado é o principal antes de começar a funcionar.

Você precisa saber que essa fase pode demorar, por isso, evite marcar uma data de inauguração antes de ter a papelada em mãos.

Você sabe quais documentos  são necessários? Aqui vão os principais:

  • Alvará de funcionamento
  • Auto de vistoria do corpo de bombeiros
  • Cadastro municipal de vigilância em saúde
  • Registros de compra dos alimentos
  • CNPJ
  • Procedimentos operacionais padronizados
  • Outros documentos que variam de acordo com cada cidade.

8. Mostre seu diferencial

Como abrir um restaurante de sucesso? Um bom caminho é não ser só mais um igual a tantos outros restaurantes nessa área.

Você pode optar por abrir um espaço que sirva comida caseira popular, ou então algo mais elaborado e que atenda um público mais seleto. 

Se essa for a ideia, é possível seguir a linha de um restaurante bistrô, que serve comida regional, com atendimento bem pessoal e reservado, tudo isso em à la carte.

Pode, inclusive, oferecer cardápio focado em um tipo de culinária específico, como em um restaurante de comida italiana, por exemplo. 

O importante, independente do seu tamanho ou proposta, é inovar em algum ponto.

Só fazer uma boa comida não é suficiente. Você tem que oferecer um combo, que mistura bom atendimento, sabor, preço, e uma inovação.

9. Valorize o cliente

Todo o cliente gosta de se sentir especial, e no restaurante de comida caseira, não é diferente.

Por isso, proporcionar uma boa refeição com comida caseira de qualidade já proporciona uma ótima sensação ao cliente, que se sente em casa, confortável.

Se você unir esse ponto ao ótimo atendimento, que demonstra a importância do freguês para o seu negócio, ele com certeza ficará encantado.

Cativar o seu cliente sem dúvidas é a melhor maneira para fidelizá-lo. É isso que todo restaurante procura, conquistar clientes fiéis, que estejam sempre presentes.

Portanto, faça o possível para dar um atendimento diferenciado, oferecendo bônus, brindes, descontos, além de sempre demonstrar interesse a opinião dele sobre a sua comida.

Atender com excelência não vai te fazer gastar mais, apenas investir tempo em treinar sua equipe para melhor atender.

10. Sirva comida saudável

Muitas pessoas se preocupam com a qualidade da alimentação. Seguir dietas é algo cada vez mais normal, e você precisará oferecer opções para isso.

No entanto, uma boa comida caseira de qualidade não precisa ser super calórica, pelo contrário.

Você pode ter no seu cardápio, independente de ser self-service ou à la carte, pratos direcionados a essas pessoas.

Assim, além de atrair pelo sabor, consegue clientes que valorizam mais a qualidade da alimentação.

Portanto, você pode servir ótimos pratos simples, utilizando ingredientes de um restaurante natural, como forma de adaptar pratos tradicionais para uma nova  versão.

Esse é um ótimo diferencial para conquistar um público variado, abrangendo o maior número de pessoas possíveis.

Além disso, pensar nesse público oferecendo opções no cardápio, fará muito bem ao nome do seu restaurante.

E se você quiser ir além, pode montar um restaurante sustentável de comida caseira, ou simplesmente um delivery de comida saudável.

11. Ofereça um atendimento pessoal

Um restaurante caseiro serve o simples, mas saboroso. Tem temperos, cheiros e sabores que lembram a cozinha da avó, e esses locais são cheios de amor.

Por isso, nada combina mais com um restaurante caseiro do que uma acolhida calorosa e amigável.

Portanto, faça o possível para circular entre os clientes, saber as suas opiniões sobre os pratos ou apenas ser gentil - o que é fundamental.

Aproveite para utilizar o Whatsapp para enviar aos seus fregueses, o prato do dia. E nesse momento, siga o mesmo tipo de fala que é utilizada no restaurante.

Portanto, seja pessoal, gentil e próximo. Proximidade é fundamental no relacionamento com o cliente, uma peça fundamental para fidelizá-lo.

12. Tenha um sistema para restaurante

Acabamos de falar sobre como um delivery pode ser bom para quem está começando na área gastronômica, e existe algo que qualifica esse serviço: O sistema para restaurante!

Você pode até achar que é fácil dar conta de um restaurante apenas usando planilhas e anotações, mas a verdade é que a tecnologia impacta em todo o negócio.

Um exemplo de sistema para restaurantes é o da SAIPOS, que oferece soluções desde o atendimento com os garçons, até a integração com os apps de delivery.

Ele pode ser usado para delivery, mesas, balcão e fichas, e ainda conta com o pedido online!

Imagina poder fazer seu controle de estoque, vendas e caixa por um só lugar. Facilitaria muito, não é mesmo?

Mas essa esse é só um exemplo do que um sistema para restaurante pode fazer pelo seu empreendimento. Clique no banner e assista já uma demonstração para entender melhor!