Saiba como abrir restaurante árabe e faturar muito!

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Guia completo: Saiba como abrir restaurante árabe e faturar muito!

A mistura de culturas e sabores é muito forte no Brasil, por isso, abrir restaurante árabe é uma ideia de sucesso, assim como outros estabelecimentos de comidas típicas.

Apesar desse modelo gastronômico já existir em diversos pontos do país, ele não tem a mesma presença que os restaurantes de sushi e pizzarias, que são populares e possuem um grande número de concorrentes.

Abrir restaurante árabe ainda significa investir em um segmento pouco explorado, mas com muito potencial de crescimento.

Pensando nisso, a Saipos preparou um conteúdo que vai te ensinar 8 passos fundamentais desde a abertura, até formas de diferenciar o seu restaurante e fazer um marketing de qualidade.

E antes de continuar lendo, aproveite para fazer o download grátis do e-book “Como tornar meu restaurante mais eficiente”. É só apertar no banner!

1. Documentos, localização e planejamento financeiro

Se você quer abrir restaurante árabe, saiba que antes de colocar a mão na massa existe uma série de etapas que precisam ser pensadas.

É importante reservar um período para estudar custos e documentações necessárias, evitando conflitos futuros.

Estude a burocracia

Em um primeiro momento, verifique quais os processos necessários para abrir as portas do estabelecimento. Provavelmente, você precisará providenciar os seguintes documentos: 

  • Alvará de funcionamento;
  • Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB);
  • Cadastro Municipal de Vigilância em Saúde (CMVS);
  • CNPJ;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Documentos específicos da cidade;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Manual de Boas Práticas de Fabricação;
  • Procedimentos Operacionais Padronizados (POPs);
  • Registro de compra dos alimentos. 

Escolha o melhor local para seu restaurante

Com o levantamento de todos os documentos já realizado, é hora de procurar o melhor espaço para abrir o seu restaurante.

Se for alugar, considere a localização, as condições da estrutura, necessidades de reformas e outros gastos extras que possam surgir.

No entanto, o mais importante é buscar um espaço que esteja localizado em um ponto movimentado, com circulação de pessoas, agradável e longe de concorrentes diretos.

Estruture metas e objetivos financeiros

Outra ação fundamental antes de começar, é ter seus objetivos financeiros bem definidos. Em qual valor de faturamento você quer chegar no primeiro mês? E no primeiro ano?

Para alcançar a met, precisa vender quanto por dia? E por semana? Embora pareça difícil colocar tudo no papel, essa organização fará com que haja muito mais clareza na análise dos resultados. 

2. Conheça a cultura e os costumes

Para abrir restaurante árabe, você não precisa necessariamente ter vivências com essa cultura, muito menos origem.

Portanto, o importante é estar atualizado sobre as crenças e costumes deste povo. Talvez você esteja se perguntando: “mas não é só saber fazer os pratos típicos?” A resposta é não!

Não adianta oferecer pratos deliciosos se o ambiente e o atendimento não estiverem de acordo com a proposta que o estabelecimento deveria oferecer.

Então, nesse ponto, cabe uma decisão importante: que tipo de restaurante você quer abrir? 

Um restaurante como qualquer outro, mas que tem um cardápio de comida árabe? Uma franquia de comida árabe? Ou um restaurante que traz esse diferencial na sua essência, em todos os aspectos?

A cultura árabe é composta de tradições dos povos que são originários dos territórios do Oriente Médio, África Setentrional e Ásia Ocidental, envolvendo muçulmanos, judeus, cristãos e pagãos.

No entanto, no Brasil a maioria dos restaurantes de comida árabe se inspiraram na culinária síria e libanesa, mas é importante ressaltar que também há uma grande variedade de pratos típicos de outros países. 

Preparamos uma lista para você conferir todos os países adeptos à cultura árabe que podem servir de inspiração para seu cardápio, e também para compor a decoração do seu restaurante:

 

  • Argélia
  • Marrocos
  • Mauritânia
  • Saara Ocidental
  • Iraque
  • Líbano
  • Síria
  • Emirados Árabes Unidos
  • Iêmen
  • Kuwait
  • Omã
  • Egito
  • Sudão
  • Líbia
  • Barein
  • Catar
  • Arábia Saudita
  • Palestina
  • Jordânia
  • Tunísia

 

Nos países árabes, a hospitalidade, respeito e paciência são valores primordiais, e é importante cultivá-los no seu restaurante.

Árabes muçulmanos não comem carne de porco, se alimentam apenas com a mão direita e normalmente fazem suas refeições sentados no chão.

Portanto, se a sua ideia é abrir restaurante árabe que seja fiel à cultura e costumes, vale considerar esses pontos.

 

3. Crie um espaço atrativo

Ao abrir restaurante árabe, a preparação do espaço de atendimento é um dos passos mais importantes e que causam muita ansiedade nos futuros empreendedores.

Mas, não dá para negar que a decoração desse tipo de estabelecimento é rica e cheia de detalhes, e isso causa a impressão de que essa etapa custará muito dinheiro.

Mas esse não é o ponto principal, e é possível criar um espaço aconchegante, atrativo e com a cara da cultura árabe.

A Saipos preparou algumas dicas para facilitar a composição do seu salão de atendimento, confira:

Cores e texturas

Cores intensas combinam perfeitamente com os espaços inspirados na cultura árabe, como vermelho, laranja e azul escuro.

Não é um critério, já que você pode soltar a imaginação na hora de definir a cartela de cores. 

Utilizar o dourado para contrastar com os tons das paredes também traz um ar requintado e intenso, que combina muito bem com a proposta.

Os tecidos cumprem o papel de trazer diferentes texturas para o ambiente, através de cortinas e tapeçarias.

Por isso, aproveite esses elementos para preparar um cantinho mais reservado e intimista dentro do restaurante, onde o cliente se sinta à vontade.

Mas e se eu quiser um restaurante minimalista?

Também pode! Na verdade, não existem regras na hora de decorar o seu estabelecimento, e por uma questão de preferência, muitos restaurantes com a temática árabe utilizam poucos elementos característicos.

Sendo assim, optam por um ambiente mais clean, onde menos é mais. Os legítimos restaurantes árabes da Síria e Líbano costumam também ter uma pegada mais simples.

Alguns, inclusive, lembram muito as cantinas italianas pela simplicidade e clima aconchegante.

4. Escolha as pessoas certas para montar a equipe

São os colaboradores que fazem um bom empreendimento, e no caso de abrir restaurante árabe, esse ponto é ainda mais importante.

Isso porque, se você não tem vivências com os preparos tradicionais da culinária, certamente os pratos deixarão a desejar. 

Mesmo com pessoas especializadas para trabalhar na cozinha, é essencial ter ao menos um funcionário que entenda bem sobre o assunto. 

O fluxo da imigração árabe no Brasil é constante, por isso, o que não falta é descendentes e imigrantes com habilidade para a culinária.

Ter alguém assim fazendo parte da sua equipe torna a experiência muito mais rica para os clientes, e garante que você está no caminho certo.

Além disso, o atendimento também pode ser enriquecido e, falando nisso, aproveite e baixe nosso e-book com 11 dicas para melhorar o atendimento. É só apertar no banner!

5. Inspire-se em outros restaurantes árabes

A melhor forma de buscar referências para agregar ao seu negócio na hora de abrir uma loja de shawarma ou restaurante árabe é conhecer outros estabelecimentos do mesmo nicho.

Primeiro, faça uma busca na sua região e veja quais são os empreendimentos que possuem o mesmo segmento de atuação.

Neste primeiro levantamento, foque apenas nos que estão mais próximos do seu negócio, com possibilidade de serem concorrentes diretos.

Com isso estruturado, faça uma análise focada em todos os pontos possíveis, desde como o restaurante utiliza as redes sociais, até o atendimento.

E, lembre-se: para conhecer a fundo quem vai competir com o seu negócio, faça um pedido, experimente a comida ou visite o local. 

Mas o melhor de tudo é ter em quem se inspirar! Por isso, listamos 3 restaurantes árabes populares no Brasil e os pratos que oferecem.

E já que vamos falar sobre pratos que você pode servir no seu estabelecimento, aproveite e baixe as 70 artes para cardápio que criamos para você. É grátis, aperte no banner e faça o download!

Vila Árabe

Fica em Belo Horizonte e preza pelo gostinho caseiro em todos os preparos. O ambiente é decorado com a temática libanesa super presente, e os pratos também seguem a linha do Líbano.

O restaurante possui amplo espaço para eventos e é muito requisitado para festas, a começar pelo estilo descontraído e irreverente do local.

O grande diferencial do Vila Árabe são os espetáculos de dança do ventre, que deixam o clima ainda mais temático e alto astral. 

Pratos principais: falafel, kibe, empadas, esfihas, pratos executivos tradicionais, pratos executivos árabes, kafta, shawarma, homus, babaganoush, charuto e tabule. 

O diferencial dentre as opções do Vila está na venda de pães árabes caseiros de diversos tipos.

Tahine Restaurante

O Tahine fica em Curitiba, e pode ser definido perfeitamente como uma cozinha afetiva. Como eles mesmos se descrevem, o restaurante tem “comida caseira, com gostinho de feita pela vovó.”

São receitas passadas de geração em geração, então o estilo é mais tradicional, seguindo essa linha também na composição do ambiente.

O Tahine atende também via delivery, mas dispõe de um amplo espaço, até mesmo para eventos. 

Pratos principais: Coalhada, babaganuche, fatouche, tabule, pepino na coalhada, salada de grão de bico, abobrinha e berinjela à moda da casa, chancliche, salada verde, arroz de carneiro, cuscuz marroquino, moussaka, mijadre, arroz charie, kibes, kaftas, charutos, esfihas, chichibarak e hirise.

Cedrus - Restaurante Árabe

O Cedrus fica em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Nesse caso, o ambiente tem decoração hiper temática, com direito a cortinas, tapeçarias, luminárias, castiçais e muitas cores.

Pratos principais: Coalhada seca, babaganoush, hommus, trio de pastas, cesta de pães artesanais, tabule, fattoush,shanklish, falafel, esfihas, kibes, arroz sírio, carnes e doces típicos. 

O diferencial fica por conta do bar presente dentro do salão de atendimento, com drinks variados e estilizados.

6. Quer fazer sucesso? Então seja diferente!

Dos exemplos de restaurante árabe que citamos, cada um possui uma essência e diferenciais. Um tem shows, outro tem um cardápio específico para pães árabes, o outro tem um bar com drinks variados.

Essa é apenas uma amostra de que se você quer abrir restaurante árabe, precisa inovar e encontrar um caminho só seu, que outros restaurantes não tenham.

Para isso, pesquise pratos típicos da cultura árabe e também drinks exóticos que não são tão populares na sua região. 

Como falamos anteriormente, a maioria dos restaurantes opta por trabalhar a culinária síria e libanesa, mas existe uma variada gama para se inspirar. Resgatar pratos de outros países é um diferencial atrativo. 

Baseada nisso, uma ideia interessante é definir dias específicos da semana para oferecer receitas de uma determinada localidade. Essa ação pode ser focada em apenas um prato, o “prato do dia”. 

Atrações musicais, atenção na apresentação dos pratos, atendimento próximo ao cliente... Existem diversas formas de se diferenciar da concorrência. Não deixe esse ponto de lado no seu restaurante!

7. Presença digital, o melhor marketing que você pode ter!

Um erro muito comum de quem está pensando em abrir restaurante árabe é deixar o planejamento de marketing de lado.

No entanto, é através de uma boa propaganda que os clientes serão atraídos para o seu negócio.

Existem centenas de contas de restaurantes árabes no Instagram, então há várias possibilidades para se inspirar e analisar resultados. 

O que não pode ficar de lado é que você tenha presença digital, focado ao menos em uma rede social. Fotos atrativas, vídeos curtos e promoções são fundamentais.

Então, esqueça os panfletos e folders, tudo isso ficou para trás! Agora, o mais importante é chamar a atenção dos usuários e conquistar o seu espaço.

O melhor de tudo é que a propaganda feita em ambiente digital pode ser muito mais barata e assertiva, comparada a outros métodos. 

Portanto, para começar a trabalhar as redes sociais do seu restaurante árabe, não é necessário pagar um profissional específico ou contratar uma agência. Em um primeiro momento, você mesmo pode dar conta dessa tarefa!

Mas antes disso, é necessário desenvolver a identidade visual da sua marca! Assim, as redes sociais poderão seguir a mesma cartela de cores, conversando entre si.

Quer ter acesso a 5 dicas para divulgar o seu restaurante árabe? A Saipos preparou um e-book com dicas exclusivas. Aperte no banner e baixe grátis!

8. Use a tecnologia a seu favor!

Abrir restaurante árabe implica em diversas questões, que envolvem a parte financeira, administrativa, fiscal e outras.

Mas, o que muitos donos de restaurante não percebem, é que quando não há um controle sólido e alinhamentos internos, toda a parte ligada ao cliente é impactada.

Por isso, a melhor opção é contar com um Sistema para Restaurante como o da SAIPOS.

Com ele, você tem automatizações em todas as etapas dos processos, e visualiza os resultados com clareza, através de relatórios que abrangem diversos dados.

Veja alguns dos benefícios do Sistema Saipos:

 

  • Controle financeiro a partir da ficha técnica;
  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes através de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

 

Um sistema de gestão para seu restaurante árabe com certeza terá um papel fundamental para o crescimento do seu negócio.

Por isso, não perca tempo e descubra mais vantagens de utilizar o sistema com melhor custo benefício do mercado. Aperte no banner e saiba mais!