ASSINE A NEWSLETTER • Mantenha-se atualizado sobre as novidades do food service. Quero assinar

📰 ASSINE A NEWSLETTER 📰 Mantenha-se atualizado sobre as novidades do food service. Quero assinar

iFood anuncia aumento no repasse para entregadores

Iniciativa é mais uma das mudanças da empresa para melhorar as condições de trabalho da categoria

Não é de hoje que o iFood tem trabalhado em uma série de benefícios para os entregadores cadastrados na plataforma. A partir do dia 02 de abril os mais de 200 mil motoboys cadastrados no iFood vão passar a receber mais. 

Os profissionais terão um aumento de 50% no valor mínimo por quilômetro rodado e outro de 13% no valor da rota mínima - a menor quantia que recebem por uma entrega.

O valor da rota mínima subirá de R$ 5,31 para R$ 6. Esse valor é o mínimo que os entregadores recebem para realizar uma rota. Também aumentamos em 50% o valor mínimo pago por quilômetro rodado, que vai passar de R$ 1 para R$ 1,50.

“Melhorar os ganhos foi a demanda mais importante que surgiu na nossa dinâmica constante de escuta das demandas dos entregadores”, afirma Claudia Storch, diretora de operações do iFood. “Para nós, essa é uma das formas de valorizar o trabalho dos nossos parceiros.”

Além disso, esses valores serão reavaliados periodicamente para definir a necessidade de reajustes, segundo a carta-compromisso que o iFood assinou com os profissionais durante o  1º Fórum de Entregadores do Brasil

“Dessa forma, estamos respondendo às três principais dores que eles nos trouxeram. Vamos fazer uma avaliação anual dos valores e, em 2022, aumentar o valor da rota mínima e o valor mínimo por quilômetro”, completa Claudia.

O que muda?

Com o aumento, os entregadores que trabalham 169 horas mensais (cerca de 8h por dia) vão passar a ganhar R$ 3.020 brutos por mês. Isso é mais do que 89% da população brasileira!

Assim, o ganho líquido por quilômetro voltará a se equiparar com os ganhos que eles tinham no passado, mantendo o poder de compra de quando a situação econômica era melhor, sem esse impacto da inflação e da alta dos combustíveis.

Segundo projeções da empresa, serão repassados mais de R$ 3,2 bilhões para os parceiros nos próximos 12 meses. O reajuste será válido para entregadores de todos os modais e não há critérios de elegibilidade.

O que o iFood já fez: 

  • Em novembro e janeiro passados, vigorou o fundo de R$ 8 milhões para compensar os sucessivos aumentos dos combustíveis;
  • A apólice de seguro contra lesão que causa afastamento temporário da atividade de entregas foi implementada em 2021. Desde 2019, todos os trabalhadores já dispõem de seguros de acidentes pessoais, sem franquia, que cobrem atendimento médico e odontológico de emergência, invalidez permanente total/parcial e morte acidental;
  • Mês a mês o programa Delivery de Vantagens, que oferece descontos em grandes redes de varejo, em planos de telefonia celular e também manutenção de motos, tem sido ampliado;
  • Gratuitamente, por meio da AVUS, todos os mais de 200 mil entregadores e entregadoras e um dependente (com ou sem vínculo familiar) têm à disposição preços acessíveis e descontos de até 80% em consultas médicas, odontológicas, exames, medicina de apoio, medicamentos e farmácias credenciadas;
  • Na plataforma do iFood Decola, os entregadores podem fazer vários cursos do programa de capacitação para o futuro do trabalho, gratuitos ou com bolsa, seja em tecnologia (como os de programação) ou em temas como gestão financeira, empreendedorismo, inteligência emocional, qualidade nas entregas e legislação de trânsito;
  • Além disso, em janeiro de 2022, começaram as aulas do programa Meu Diploma do Ensino Médio, que disponibilizou aos entregadores mais de 2.000 bolsas de estudo para fazer o curso preparatório para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e concluir o Ensino Médio.

Fonte: iFood News

ASSINE A SAIPOS NEWS
ASSINE A SAIPOS NEWS
Tenha acesso às principais notícias de food service, gastronomia, delivery e gestão de bares e restaruantes.
QUERO RECEBER A NEWSLETTER
Daniela Tremarin - Jornalista, fascinada por empreendedorismo, marketing digital e inovação. Responsável por informar o que há de novo no food service.
Escrito porDaniela Tremarin

Jornalista, fascinada por empreendedorismo, marketing digital e inovação. Responsável por informar o que há de novo no food service.

Assine nossa Newsletter