Pesquisa Food Service 2021
50% de desconto na adesão do Sistema Saipos

Automatize seu restaurante! Esteja preparado para 2022 e impulsione suas vendas.

QUERO MEU DESCONTO!

Metade dos empresários brasileiros estão em débito com o Simples Nacional Restaurante

Stêvão Limana - Jornalista graduado pela UFSM, repórter da NDTV/Record TV em Blumenau (SC) e redator SEO da Saipos.
Escrito porStêvão Limana

Jornalista graduado pela UFSM, repórter da NDTV/Record TV em Blumenau (SC) e redator SEO da Saipos.

Simples Nacional restaurante: metade está em débito com o regime

Estabelecimentos que vendem bebidas e comidas continuam a sentir os impactos da recessão econômica no Brasil. Os números estão refletidos nas taxas em atraso do Simples Nacional restaurante

De acordo com a Associação de bares e restaurantes (Abrasel), quase metade dos donos de estabelecimentos gastronômicos estão em débito com o Governo Federal e temem ser retirados do sistema de tributação. 

Os dados da pesquisa apontam que 46% dos empresários estão em atraso com o pagamento e 84% acreditam que serão desenquadrados do Simples Nacional.

Entretanto, o setor segue crescendo e já atingiu a marca de 600 mil postos de trabalho recuperados em 2021. Especialistas entendem que a pandemia afetou muitos estabelecimentos, mas impulsionou outros. 

Portanto, nesse artigo, você vai aprender a como organizar as finanças, deixar suas taxas em dia e se livrar do leão. É claro, tudo isso pensando em como melhorar a qualidade do seu negócio.

Antes, aproveite e baixe gratuitamente um material muito importante que a Saipos preparou para você. É o e-book “Por que os restaurantes quebram tanto?”, um guia completo para fugir da crise! É só apertar no banner abaixo.

Empresários temem ser excluídos do Simples Nacional Restaurante

A pesquisa, encomendada pela Abrasel e o jornal O Globo, foi feita com cerca de 1.300 empresários entre os dias 17 e 26 de novembro de 2021.

O levantamento revelou que cerca de 88% dos negócios gastronômicos brasileiros estão enquadrados no Simples Nacional restaurante. 

Desse montante, 48% dos entrevistados afirmaram que estão com alguma dívida aberta com o regime de tributação. Além disso, muitos estabelecimentos já foram notificados pela Receita Federal. Por isso, 84% dos empresários afirmaram que temem ser excluídos do Simples Nacional restaurante até o final do ano. 

Um dos exemplos citados pela reportagem do jornal O Globo foi de Matheus Daniel, um empreendedor na área de delivery de marmitas.

Ele conta que no início de 2020 fez um investimento pesado para expandir a cozinha e melhorar o atendimento. Contudo, eles não contavam com a chegada da pandemia. 

Por isso, ele precisou deixar para trás o pagamento da primeira parcela do documento de arrecadação do Simples Nacional

Os impactos também ficaram refletidos na diminuição do número de funcionários e no faturamento mensal, que caiu cerca de 40%.

Por que estar enquadrado no Simples Nacional restaurante é importante para o setor?

A principal vantagem de estar no Simples Nacional restaurante é a possibilidade de pagamento unificado dos tributos, como:

  • IRPJ - Imposto de Renda de Pessoa Jurídica ;
  • CSLL - Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • PIS -Programa de Integração Social;
  • COFINS - Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social;
  • ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços; 
  • ISS -Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza;
  • INSS - Instituto Nacional do Seguro Social.

A guia única (DAS) facilita a vida do empresário e diminui os custos com contadores, por exemplo. Dessa forma, fica mais fácil de entender quais são os tributos pagos e ter uma organização financeira muito melhor.

Além disso, o regime fiscal também possibilita pagar menos impostos em relação aos modelos como o Lucro Real e o Lucro Presumido.

Quais são os riscos de atrasar o pagamento dos impostos do Simples Nacional restaurante?

O Brasil é conhecido internacionalmente por ter uma das cargas tributárias mais altas do mundo. Para poder arrecadar tanto, os mecanismos de regulação fiscal são bastante incisivos.

Dever para a Receita Federal pode fazer com que você tenha diversos tipos de sanções econômicas e até civis. Por isso, separamos quais são os riscos de atrasar o pagamento dos impostos do Simples Nacional restaurante.

1° risco

Quando há o não pagamento das taxas, a principal implicação é que em janeiro do ano seguinte a empresa seja desenquadrada do regime fiscal e passe a utilizar um sistema mais oneroso.

2° risco

Bares e restaurantes que não pagam seus impostos podem entrar no registro de inadimplentes e são desqualificados para participar de licitações públicas.

3° risco

Dever para o leão pode impedir que você consiga obter crédito junto a instituições financeiras. Caso consiga, os prazos e as taxas não serão muito acessíveis.

4° risco

Por fim, pode-se chegar ao ponto de ter bens da empresa bloqueados ou ter o impedimento de distribuição de lucros aos sócios. Se, complementarmente, houver um entendimento de sonegação, os impactos podem ser ainda mais graves.

Como está a situação econômica de bares e restaurantes no Brasil?

Conforme mencionamos acima, os donos de bares e restaurantes ainda amargam as restrições econômicas impostas pelos períodos de isolamento social da pandemia de coronavírus.

Muitos empresários precisaram criar novas dívidas para poder comprar insumos, pagar as contas mensais e a folha de funcionários.

Além disso, diversos estabelecimentos não conseguiram faturar o necessário e precisaram demitir muitos empregados. 

Em 2021, a grande vilã foi a inflação e o seu impacto no setor de restaurantes, a estimativa é que o acumulado do ano seja de mais de 10%, conforme os números abaixo:

JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

4,55%

5,19%

6,09%

6,75%

8,05%

8,34%

8,99%

9,67%

10,24%

10,67%

10,74%

Todo esse movimento de retração econômica é sentido intensamente pelo mercado que tenta se reinventar e sobreviver.

E não é só a inflação que incomoda, não! Os últimos meses de 2021 também estão sendo marcados por uma alta repentina da taxa básica de juros (Selic).

No início de 2020, os números chegavam a 2,2%, porém, o Banco Central aportou em 9,25% com expectativa de aumento até 2022. 

Com o acréscimo, pedir empréstimos ou linhas de crédito não vale tanto a pena, visto que as parcelas serão bem mais altas.

A expectativa é de melhora no cenário econômico mundial no ano que vem, porém, este é um momento de planejamento e cautela para os empresários. 

Por isso, a gente convida você a participar da Pesquisa de Mercado de food service pós-pandemia: a retomada. São 18 perguntas que vão trazer informações super valiosas sobre o futuro dos bares e restaurantes no Brasil. Aperte no banner abaixo e participe!

O melhor Sistema para Restaurante com 50% de desconto
O melhor Sistema para Restaurante com 50% de desconto
Até o fim de janeiro, você pode fazer a aquisição do Sistema Saipos com 50% de desconto na implantação.
QUERO MEU DESCONTO

O que fazer para não ficar em débito com o Simples Nacional restaurante?

Até agora foi possível entender as consequências que atrasar o pagamento do Simples Nacional restaurante podem trazer para a sua empresa.

Além de ser desenquadrado do regime fiscal, você ainda pode ser acusado de sonegação de impostos e sofrer penalizações financeiras e de direitos civis. 

Pensando nisso, separamos algumas dicas de gestão financeira para restaurante que vão ajudar você a sair do vermelho! São elas: 

  1. Faça um planejamento financeiro a longo prazo;
  2. Sempre priorize o pagamento dos impostos;
  3. Tenha o Sistema de Gestão para Restaurantes da Saipos

1 - Faça um planejamento financeiro a longo prazo

Você já deve ter ouvido essa dica por aí. Contudo, por mais clichê que pareça, ela é extremamente essencial para ter uma boa saúde financeira da sua empresa.

Coloque na ponta do lápis todos os seus custos fixos, incluindo a folha de pagamento dos funcionários. Depois, faça o cálculo dos gastos variáveis e tente encontrar uma média destes valores. 

Tente sempre trabalhar com no mínimo 20% de superávit mensal no seu bar ou restaurante. Esse dinheiro poderá funcionar como capital de giro ou então, irá para a sua reserva de emergência.

É essencial ter, no mínimo, seis meses de custos guardados em poupança. Afinal, nunca se sabe quando teremos crises financeiras ou uma pandemia, não é mesmo? 

2 - Sempre priorize o pagamento dos impostos

A gente sabe que a vida de um empresário do mundo do food service não é fácil. Nem sempre dá para prever o faturamento semanal do estabelecimento.

Entretanto, quando estamos falando de um cenário difícil da economia, é fundamental que você priorize o pagamento de alguns boletos. A dica primordial é sempre deixar o pagamento de impostos em dia, principalmente o Simples Nacional restaurante. 

Quando você fica em débito com algum tributo, geralmente, a multa é alta! Além disso, os valores ficam à mercê dos famosos juros de mora que são calculados com base na taxa Selic. Portanto, na hora de quitar as dívidas, o valor será muito maior do que o inicial! 

Procure conversar e renegociar dívidas com fornecedores de insumos, investir em divulgação e até aumentar um pouco o ticket médio dos produtos do seu negócio e evite ao máximo atrasar o pagamento das guias tributárias.

3 - Tenha o Sistema de Gestão para Restaurantes da Saipos

Mais gastos? Não, é investimento! Ao ter um Sistema de Gestão para Restaurantes ao lado do seu negócio, você economiza tempo, dinheiro com funcionários ou pessoas terceirizadas e tem dados atualizados todos os dias. 

Com a Saipos é possível ter acesso a relatórios financeiros, além de entender qual é o custo de cada ação e o lucro que você ganha em cima.

Assim, ficará mais fácil organizar as finanças e conseguir estar em dia com o Simples Nacional Restaurante. Confira mais alguns benefícios que o Sistema Saipos proporciona para os clientes: 

  • Sistema PDV;
  • Controle de estoque e ficha técnica;
  • Check-in do entregador;
  • Display de entregadores;
  • Controle financeiro com relatórios completos;
  • Planilhas de fluxo de caixa;
  • Relatórios de produtividade;
  • Planilhas de custo de produto.

Tudo é automatizado e fácil de ser utilizado. Gostou? Aperte no banner abaixo e fale com um dos nossos consultores e fique tranquilo na hora de efetuar os pagamentos tributários do seu restaurante!

Baixe grátis: planilha para calcular preço dos pratos