Atendimento ao cliente: por onde começar? 

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Atendimento ao cliente: por onde começar? 

Além da qualidade da refeição servida, o atendimento ao cliente de um restaurante é um critério bastante importante para a fidelização de um público.

Então, se você está começando um negócio agora ou deseja melhorar a sua forma de atender e a gestão do seu restaurante, deve ter atenção em alguns passos básicos. 

Não existe nenhum tipo de segredo nisso, apenas atitudes que, no final, farão uma imensa diferença, como: 

  • Ter agilidade para atender;
  • Tratar o cliente com gentileza;
  • Manter o local limpo;
  • Ser honesto no atendimento;
  • Receber bem sua clientela;
  • Escutar opiniões dos consumidores;
  • Fidelizar o cliente.

O atendimento ao cliente não precisa ser complicado se você se comprometer com os tópicos acima. 

Para ajudar, a Saipos preparou um ebook gratuito com 11 dicas para melhorar o atendimento no seu restaurante. Clique no banner abaixo para baixar!

Por que escolher o seu restaurante? 

Saber a resposta dessa pergunta vai ser primordial para entender que tipo de atendimento ao cliente é necessário prestar.

Alguns clientes podem sair de casa porque acreditam que a comida servida no seu restaurante é muito boa.

Outros porque estão com pressa e o seu estabelecimento é a única opção rápida para uma refeição, pelo custo-benefício ou porque desejam muito ir até o local.

Muitos dos fregueses têm motivações diferentes, no entanto, todos esperam ser tratados da melhor forma possível. 

Sendo assim, há especificidades em cada uma destas categorias, que fazem a diferença. 

Em um atendimento em que o restaurante é especialista em algum prato na cidade, o cliente deseja entender quais são os ingredientes e quem é o chef que assina o prato, por exemplo. 

Já, se você serve almoço com buffet, muitos clientes desejam ser mais rápidos na hora da refeição. 

O atendimento ao cliente, nestes casos, deve ser básico e objetivo, perguntando qual é a opção de bebida e se deseja mais algum pedido. 

Mapear o público-alvo do restaurante vai ajudar na hora do treinamento das equipes do restaurante, já que o consumidor espera que o atendimento resolva a sua necessidade.

Como o cliente espera ser atendido? 

Quando vamos à alguma loja fazer compras, geralmente, é porque estamos necessitando de determinado produto. Precisamos solucionar uma necessidade ou desejo.

O mesmo raciocínio se aplica com quem vai até um restaurante. As necessidades são diferentes, como falamos acima, porém, é obrigação do estabelecimento conseguir sanar esta “carência” do consumidor. 

E uma das principais etapas do sucesso da venda de um restaurante está no atendimento. Em regra geral, um cliente deseja ser atendido de forma:

  • Rápida;
  • Eficiente;
  • Gentil;
  • Educada;
  • Atenciosa;
  • Receptiva.

Para complementar ainda mais o seu atendimento ao cliente, não deixe de conferir o material de 11 Dicas para o Atendimento do seu Restaurante. Clique no banner abaixo e baixe grátis!

Agilidade no atendimento

Não há nada mais desagradável do que chegar em um restaurante e demorar para ser atendido. 

Ou, então, ficar minutos tentando chamar o garçom para que o pedido seja realizado. Isso realmente é um balde de água fria no cliente. 

É importante que haja diversos garçons espalhados pelo salão, de olho nas vontades dos fregueses.

Em alguns locais, os atendentes acabam ficando sobrecarregados pelo alto número de mesas atendidas simultaneamente, acarretando na demora de alguns pedidos. 

Tente ao máximo evitar que isso aconteça!

Seja sempre gentil  

O cliente que está em um restaurante deseja ser bem atendido. Afinal, ele está pagando por tudo o que pediu. 

Ser gentil, educado e simpático é obrigação de um atendente, pois transmite respeito e profissionalismo, além de proporcionar uma experiência gastronômica agradável. 

Utilize um tom de voz adequado, sem o uso de gírias, preocupe-se com as dúvidas do cliente, entenda suas reações e ofereça dicas de pratos e bebidas. 

O cliente espera que o garçom seja seu “amigo momentâneo”, oferecendo as melhores opções para serem consumidas. Isso inclui controlar o tempo de preparo dos alimentos na cozinha. 

Fique atento com a higiene 

Ser higiênico nunca foi tão necessário para os tempos em que estamos vivendo. 

Então, vale a pena caprichar na limpeza de tudo: uniforme de trabalho, aventais, bandejas, mesas, cadeiras e louças

O cliente entende que o nível de higiene do salão é o mesmo que o da cozinha. Então, entregue a ele uma limpeza impecável de tudo que há. 

Além disso, um restaurante também deve estar sempre atento para os protocolos da vigilância sanitária e da Anvisa. 

Ah, aqui vai uma dica muito pouco conhecida, mas que faz a diferença: limpe os cardápios! 

Se os cardápios do seu restaurante são físicos, muitas pessoas devem tocá-los todos os dias. Às vezes, até alguns restos de comida ficam acumulados nas páginas. 

Então, limpe muito bem os cardápios. Nenhum cliente deseja pegar um cardápio todo “engraxado” para escolher o que comer. 

Seja honesto no atendimento

Ninguém gosta de ir em algum lugar para se divertir e ser enganado. Nunca minta para o cliente! Não tem algum tipo de alimento no dia? Diga para ele que não há

O prato vai demorar mais que o previsto para ficar pronto? Não invente desculpas, nem enrole-o. Seja sempre sincero e transparente. 

Por mais que haja um erro considerável, nunca tente encobrir a situação. Tente, sempre, resolver tudo da forma mais honesta possível.

Assim, o freguês vai entender melhor o que aconteceu e, talvez, evite as reclamações.

Seja receptivo do início ao fim

Em alguns restaurantes, os clientes se sentem bem atendidos somente no início da noite. Fazem os pedidos e, após isso, são esquecidos pelas equipes. 

Os consumidores desejam ser atendidos durante todo o período que estiverem no restaurante. Por isso, nunca abandone seu cliente!

Ao chegar, dirija-o para uma mesa, mostre o cardápio e anote os pedidos. Durante a noite, seja prestativo e pergunte se há mais alguma coisa em que possa ajudar.

Atenda bem seu cliente, inclusive, após o pagamento. Deseje para ele uma boa noite e convide-o para voltar sempre, por exemplo. 

A experiência do cliente no restaurante deve sempre ser contínua, para que ele deseje voltar mais vezes. 

Escute e valorize a opinião do cliente

Assim como em qualquer tipo de venda, é importante saber quais são os feedbacks da clientela

Então, vale a pena sempre perguntar como estavam os pratos, como foi o atendimento ao cliente e no que o restaurante poderia melhorar. 

Atente, também, para as sobras dos pratos. Se muitos clientes em uma mesma noite deixaram determinado alimento no prato, é um indício de que ele não está sendo feito bem.

Caso o cliente demonstre insatisfação, peça desculpas a ele e também solicite sugestões de como o atendimento poderia melhorar. Afinal de contas, o cliente sempre tem razão!

Seja um atendente flexível. Algumas coisas podem dar erradas às vezes, e o próximo dia é sempre uma boa oportunidade para melhorar.

Fidelize o cliente com um bom atendimento

atendimento ao cliente perfeito em um restaurante, é aquele que faz o cliente sentir vontade de retornar ao estabelecimento. 

Além de servir alimentos de qualidade, atender bem as pessoas é uma arte que ajuda a fidelizar as pessoas que passam por seu restaurante. 

Um cliente sempre deseja ser tratado como “único”. Então, faça com que este sentimento dele seja correspondido todas as vezes.

Como disponibilizar um bom atendimento?

Bom, se você leu todas as dicas, acima, de como os clientes gostam de ser atendidos, deve estar se perguntando: como fazer com que meus atendentes hajam deste jeito?

A resposta é simples, porém, trabalhosa: treinamentosÉ muito importante disponibilizar programas de treinamentos para todos os seus funcionários.

Ações como esta precisam acontecer, principalmente, com os garçons, já que são eles que têm o contato direto com o consumidor.

Convide-os para conhecer restaurantes que são tradicionais na sua cidade, ensine os valores da marca do restaurante, faça-os sentirem-se incluídos na rotina da empresa. 

Se um funcionário é novato na área, proporcione o contato com colegas mais experientes para que todos fiquem em sincronia. 

Afinal, uma equipe de um restaurante deve trabalhar como um time, onde todas as peças precisam funcionar juntas, para conseguirem sucesso.

Treine os atendentes para situações complicadas, ou seja, para aqueles clientes chatos. 

Assim, os garçons estarão preparados para todos os tipos de situação, promovendo uma uniformidade no modo em como as pessoas são tratadas e evitando a rejeição dos clientes. 

Incentive os atendentes

A motivação é uma das principais armas para que atendentes queiram sempre trabalhar com vontade. 

Então, invista nos garçons. Premie aqueles que mais destacaram no mês, valorize-os com acréscimos no salário, disponibilize treinamentos diferenciados.

Enfim, invista no desenvolvimento pessoal da sua equipe. Isso irá gerar uma motivação uniforme, em todos.