7 dicas para abrir um restaurante

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

7 dicas para abrir um restaurante e lucrar muito!

Para abrir um restaurante que supere a concorrência e conquiste até mesmo os clientes mais exigentes, é necessário oferecer um serviço impecável.

No entanto, sabemos que administrar um restaurante deste porte traz à tona diversas questões, como conflitos internos e aquela sensação de que falta organização para ter clareza dos resultados.

De fato, é importante otimizar os processos da cozinha até o atendimento, mas para quem está começando, existem vários mitos sobre o que é necessário, ou não, fazer.

E ninguém melhor que a Saipos, o sistema de gestão para restaurantes mais completo do mercado, para te ensinar algumas sacadas eficientes que vão melhorar a sua atuação no setor de alimentação.

Por isso, acompanhe as melhores dicas para abrir restaurante que preparamos para você. Mas antes, aproveite para fazer o download grátis da nossa “Planilha de Cadastro de Produtos”. Aperte no banner e baixe agora!

1. Tenha um cardápio atrativo

Uma das dicas principais no início da sua operação é construir um cardápio pequeno, mas bem segmentado.

Porque, ao invés de investir em várias opções de pratos que exigiriam muitos ingredientes para a sua produção, fazer algo pequeno, mas de qualidade, diminuirá a dificuldade na cozinha.

Por isso, é importante que você pense em um cardápio que chame a atenção, que seja barato para produzir e bom para o paladar do cliente.

É sempre fundamental deixar claro essa questão do cardápio, porque muitos empreendedores ainda pensam que é preciso páginas e páginas de menu para tornar o atendimento atrativo.

2. Escolha o melhor horário de atendimento 

Independentemente de ter um restaurante com atendimento presencial ou pretender abrir um restaurante delivery, é necessário que se defina qual o horário de funcionamento do seu negócio.

Isso é importante, pois tempo de operação também significa gastos ( água, energia, funcionários).

Trabalhar na hora do almoço e no jantar pode acabar trazendo prejuízos ao seu estabelecimento. Portanto, planeje e analise os horários de pico e que realmente podem compensar. 

Uma dica nesse sentido é estudar os horários de atuação dos seus concorrentes. Nesse sentido, se o seu restaurante é, por exemplo, um self-service, e o seu concorrente também, é possível dividir a clientela, escolhendo um outro horário para funcionar.

Vale a pena atender nos três turnos?

Depende. Para ter essa resposta, você precisará analisar o seu público alvo e quanto isso impactará no seu orçamento.

Geralmente, é mais apropriado planejar apenas um ou dois turnos para, considerando que os funcionários precisam de horários de descanso e não podem trabalhar mais do que um período específico de tempo.

3. Fidelize seus clientes 

Manter o seu consumidor é muito mais fácil do que trazer novos clientes. Portanto, crie estratégias para fidelizá-los.

Uma ideia é ter um cadastro de clientes, com o qual você consiga ter um banco de dados para entrar em contato com as pessoas que não compram de você há um tempo.

Você pode criar canais de comunicação e informar suas promoções e pratos do dia, por exemplo. Como dizem, “quem não é visto, não é lembrado". Por isso, esteja sempre presente no imaginário dos seus clientes.

Outra forma de mantê-los é com um bom atendimento, além de, obviamente, sua comida ser de qualidade.

Mas para garantir que o seu cliente se encante pelo restaurante, é necessário uma dose a mais de gentileza e cuidado. Por isso, uma ótima opção é oferecer brindes e mimos, como por exemplo, um doce no fim do jantar ou almoço, cupons de descontos e sorteios.

Para te ajudar nessa etapa, a Saipos preparou o e-book "11 dicas para melhorar o atendimento no seu restaurante". Aperte no banner e baixe agora!

4. Seja inovador

Na hora que você for montar um restaurante com pouco dinheiro, é importante que tenha em mente algo diferente.

Não vale a pena investir em algo sem um diferencial. O sentido de fazer um investimento é apresentar ao público algo novo.

Uma das ideias para inovar é abrir um restaurante diferente dos que há na região, como os de comida típica.

Inovação não precisa, necessariamente, estar ligada a algo concreto. Pode-se tratar do modo de atender, o tipo de presença digital do estabelecimento e padrões inseridos na rotina do restaurante.

Além disso, temos a questão visual, fundamental para qualquer negócio de alimentação. Atualmente, alguns restaurantes têm aderido ao termo “instagramável” para mostrar que seus espaços físicos ficam bem em fotos para o Instagram.

Pode parecer bobagem, mas esta é uma forma muito eficiente de conquistar fregueses que, além de boa comida, querem boas imagens para o seu feed.

5. Seja seletivo com o seu público-alvo

A falta de visão sobre o público alvo pode trazer vários problemas com o tempo. Por isso, antes de definir qual tipo de negócio irá abrir, é importante analisar o perfil de quem você deseja atingir.

Digamos que queira abrir um restaurante italiano, mas o local disponível para aluguel é próximo de uma universidade e centro comercial. 

Nesse caso, faz sentido inserir um negócio com ticket médio mais elevado? O público que circula por ali terá interesse em experimentar as comidas?

Certamente você já percebeu que, neste exemplo, o objetivo está desalinhado com a localização, por conta do público que se busca atingir.

Além de ter atenção a este ponto, também é fundamental seguir à risca o projeto ao qual você se propõe, e esta questão tem uma relação muito próxima com a nossa primeira dica, sobre cardápio.

Se o seu restaurante for de comida vegana, esteja focado neste propósito, sem desviar das características do seu público.

Como calcular o ticket médio?

A primeira coisa a se fazer é determinar um período, que pode ser diário, semanal ou diário.

Depois disso, é preciso verificar a quantidade de clientes que foram atendidos no tempo em questão e o valor registrado por vendas.

E, por último, é necessário dividir esse valor pela quantidade de clientes. Só isso! O resultado final será o seu ticket médio.

Veja: Ticket Médio = total de vendas em R$ / número de clientes

Imagine que em 30 dias seu restaurante vendeu R$10 mil e esse total foi comprado por 50 clientes.

Usando o cálculo acima como base, você vai ter R$10 mil / 50 = R$200. Ou seja, os R$200 representa o valor que cada pessoa consumiu no seu restaurante, então este é o seu ticket médio.

6. Mire na sua lucratividade

Para abrir um restaurante de sucesso é preciso focar suas atividades naquilo que gera receita para o seu negócio.

Por isso, não perca tanto tempo com ações e pratos que não trazem lucro significativo. Por isso é tão fundamental estar sempre atento aos números e métricas do seu restaurante.

Os melhores pratos para serem vendidos são aqueles que possibilitam uma rentabilidade relevante. 

Se você tem em seu cardápio um prato que vende muito, mas com uma porcentagem de lucro muito pequena, é necessário tomar uma iniciativa.

Mas então, devo retirar um prato que sai muito do meu cardápio? É claro que não. O grande segredo é saber complementar o item para que ele ganhe mais valor.

Uma dica, neste sentido, é criar combos para aumentar o ticket médio do seu cliente, inserindo itens de valor maior com outros promocionais.

E para analisar os resultados do seu negócio, conte com a Planilha de Controle de Vendas da Saipos. Aperte no banner e acesse agora sem nenhum custo!

Disponibilize produtos de forma estratégica

O indicado é fazer um levantamento de todos produtos que têm um número alto de vendas.

Com essa informação em mãos, você pode misturar as mercadorias mais vendidas com aquelas que têm menor saída.

Desta forma, você estimula o cliente a comprar outros produtos e ainda consegue elevar sua média de vendas.

7. Faça uma análise de resultados sólida

Um erro que impacta em todo o trabalho feito ao longo do tempo, é não analisar os resultados. 

Todo empreendedor que não busca compreender os números referentes ao seu negócio, corre o risco de ser surpreendido com uma crise que, muitas vezes, não dá para reverter.

Por isso, o mais indicado é estudar mensalmente as vendas feitas, através de relatórios sólidos e confiáveis.

Desse modo, é possível criar uma linha de desenvolvimento para acompanhar a evolução do empreendimento, principalmente nos primeiros anos.

E como fazer isso? Com tecnologia, é claro! E a Saipos te mostra tudo na próxima dica para restaurante.

Dica de ouro: use a tecnologia ao seu favor

Tecnologia é fundamental para o bom funcionamento de qualquer restaurante. Seja na cozinha, no caixa ou nas mesas, ela sempre tem muitas melhorias para oferecer.

Por isso, a dica mais produtiva que você pode ter é optar por um sistema de gestão para o seu restaurante.

A Saipos é, atualmente, o sistema mais completo do mercado, com preço justo e soluções em todas as etapas dos seus processos diários.

  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Viu quantas vantagens? E tem muito mais! Por isso, não perca tempo e descubra mais vantagens de utilizar o sistema com o melhor custo benefício do mercado. Aperte no banner e saiba mais!