Pesquisa Food Service 2021
50% de desconto na adesão do Sistema Saipos

Automatize seu restaurante! Esteja preparado para 2022 e impulsione suas vendas.

QUERO MEU DESCONTO!

7 Passos para uma gestão de qualidade em restaurantes

Tainara Braga - Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.
Escrito porTainara Braga

Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.

Como fazer gestão de qualidade em restaurantes?

A gestão de qualidade em restaurantes funciona como uma régua que mede os padrões dos pratos, o atendimento e qualquer ação feita pelos funcionários, sempre visando a máxima satisfação dos clientes.

Implantar um processo desses na gestão de um restaurante é um passo desafiador, visto que impacta em todas as etapas do dia a dia e, muitas vezes, bate de frente com hábitos antigos, tanto do dono, como dos colaboradores.

Por isso, ao traçar um novo caminho com foco na qualidade dos serviços do seu restaurante, é preciso estar decidido a fazer todas as alterações necessárias.

Implantar ações de melhoria para os seus pratos, atendimento e serviços em geral, não é uma tarefa simples, e pode envolver bastante tempo de planejamento.

Mas não se preocupe, pois a Saipos preparou as melhores dicas para mostrar um caminho preciso e assertivo nesta jornada, e você confere agora a partir de uma seleção com os 7 passos principais.

E, antes de continuar lendo, aperte no banner e baixe grátis o e-book “Como tornar meu restaurante mais eficiente”. 

1. Estabeleça planos de ação

Após uma análise criteriosa de tudo o que pode melhorar no seu restaurante, é necessário traçar planos de ação, metas, objetivos, ou como você preferir chamar.

O importante é criar um alvo, pelo qual toda a equipe trabalhe junto para alcançar determinado patamar.

Ao definir o plano de ação, considere um tempo pertinente, já que mudanças, por menores que sejam, necessitam de um tempo para a adaptação dos colaboradores e dos clientes.

Lembre-se de deixar documentadas todas as combinações feitas com a equipe de colaboradores e criar um arquivo para registrar todos os passos dessas ações.

Assim como um plano de negócios, uma gestão de qualidade em restaurantes precisa de embasamento técnico e serve de pilar para estratégias futuras, até mesmo para analisar por que determinados métodos não deram certo.

Em quanto tempo terei resultados?

Criar uma gestão de qualidade em restaurantes não traz resultados imediatos. Em curto prazo, provavelmente você verá melhoria apenas em pontos que estavam com problemas significativos.

Caso o atendimento representasse um alto índice de falhas e insatisfações, após a implantação dos planos de ação é esperado que em questão de dias isso já melhore.

De forma ampla, a ponto de impactar nas finanças, o resultado pode demorar meses. É por isso que aconselhamos a verificar os números semanalmente, fazendo comparativos em relação à semana anterior.

2. Não mascare o que não é de qualidade

Não adianta implantar uma gestão de qualidade em restaurantes se, para começar, os produtos que compõem os pratos forem de segunda linha. 

É impossível  fazer milagre! Caso os ingredientes não tenham qualidade, torna-se impossível fazer um prato de alto padrão, ele sempre deixará a desejar.

Muitos donos de restaurante fazem absurdos pensando na economia, e a compra de ingredientes de segunda linha acaba se tornando uma alternativa.

E, olha, essa questão é tão comum que precisamos criar um tópico no texto para lhe lembrar. 

Não adianta querer padronizar processos e qualificar os serviços sem ter boas matérias-primas para a criação dos pratos, drinks ou quais sejam os produtos vendidos no seu restaurante.

3. Crie um padrão de atendimento

Ter um padrão de bom atendimento diz muito sobre o quanto atender bem é importante para o seu negócio. Esse é um dos pontos que mais necessitam de tempo para adaptação, visto que cada funcionário atende de um jeito.

No entanto, é indispensável criar um modelo padrão para ser seguido a cada novo cliente que sentar-se à mesa.

Além das formas de recepcionar, fechar a conta e oferecer novidades do cardápio, é de extrema importância treinar a equipe sobre como agir em casos extremos.

Um exemplo é quando um cliente bebe além da conta, e pode faltar com respeito para com a equipe ou, até mesmo, se tornar violento. Como agir em uma situação assim? E como impedir que isso aconteça?

Padronizar o atendimento é ter um modelo para absolutamente todas as situações e, se isso for feito corretamente, garçons e atendentes terão mais facilidade no serviço, impactando no desempenho dos funcionários.

Como mudar a forma de atender de um colaborador?

Padronizar o atendimento obriga muitos colaboradores a deixarem de lado vícios de linguagens e hábitos que tinham ao falar com os clientes.

Por isso, padronizar essa etapa do processo pode causar desconforto e, até mesmo, chatear alguns de seus funcionários.

Para evitar que isso aconteça, esteja próximo do seu salão de atendimento e observe as formas de abordagem utilizadas pelos colaboradores. 

Feito isso, tente utilizar parte do que já é feito atualmente para integrar ao novo padrão. Desse modo, fica mais fácil manter a essência dos atendentes, sem destoar do objetivo do restaurante.

4. Tenha uma gestão padronizada do seu estoque

Como implantar uma gestão de controle de estoque no restaurante? A resposta para essa pergunta é muito simples. 

O caminho assertivo - e o único - para garantir que nunca faltem ingredientes na hora da preparação dos pratos é tendo um sistema automatizado para gerir esse setor.

O estoque é uma área híbrida dentro do restaurante, porque está interligado com o controle de vendas, caixa, e tem impacto direto no atendimento e satisfação do cliente.

Portanto, o melhor a se fazer é criar formas de reduzir o tempo e demandas dessa área, para gastar com coisas que exigem mais de você, como a criação de novas estratégias e aquele contato pessoal com o público.

Mas, e se eu não tiver um sistema para automatizar meu estoque? Bom, nesse caso, você precisaria destinar parte da sua equipe para essa tarefa e estipular padrões.

No entanto, é importante que fique claro que todas as ações ligadas a números, dados, quantidades podem sofrer um grande impacto caso ocorra um pequeno erro no registro das informações.

Por isso, o melhor a fazer é contratar um sistema automatizado, que auxilie a padronizar os seus processos, como a Saipos, que tem um controle de estoque assertivo por meio de ficha técnica.

E, se você ainda não tem um controle de estoque automatizado, aperte no banner e baixe agora mesmo a Planilha de controle de estoque, feita pela Saipos e totalmente grátis!

5. Padrões na cozinha são essenciais

Com certeza, você já fez um pedido baseado na imagem de um anúncio e recebeu um lanche ou prato muito diferente da foto, não é mesmo?

Essa é uma das situações que mais desmoralizam um restaurante. Isso causa a impressão de desleixo, falta de comprometimento e profissionalismo.

Mas acontece que, em uma cozinha com altas demandas, é totalmente comum que algo saia diferente do solicitado, e o cliente não perdoa!

Por isso, inserir uma gestão de qualidade em restaurantes na área da cozinha é o que mais causa impacto no resto do estabelecimento.

É necessário definir um padrão para a forma de servir, quantidades de ingredientes para cada preparo, temperatura de cocção e quais equipamentos para cada receita. 

Assim como na cozinha, administrar um restaurante é como uma grande receita que pode desandar por apenas um deslize no caminho, e isso impacta no processo de produção restaurante.

E, mais do que apenas as montagens, outras áreas precisam de padrões que garantam a qualidade do que é vendido, como, por exemplo, o armazenamento correto dos mantimentos, tanto os refrigerados, como em temperatura ambiente.

Falando nisso, a Saipos preparou um e-book exclusivo sobre “Conservação de alimentos”. Aperte no banner e baixe agora sem nenhum custo!

6. Analise os resultados periodicamente

Inserir uma gestão de qualidade em restaurantes constitui uma série de ações, exigindo trabalho, tempo e dedicação.

Mas, para que haja resultado, é necessário avaliar periodicamente o impacto de cada setor no estabelecimento.

Sendo assim, tenha o hábito de conferir a cada semana como vai o seu estoque, a aparência dos pratos e o que os seus clientes estão achando. Pedir feedbacks é o melhor caminho para ter uma visão clara dos resultados.

Para analisar todos os dados de forma simples (já que muitos envolvem números e métricas) a melhor saída é utilizar a tecnologia ao seu favor.

LEIA: Truques para consumirem mais no seu restaurante

Como saber se é a hora certa para implantar uma gestão de qualidade?

Restaurantes que recém iniciaram no mercado não necessitam dessa ação, já que, teoricamente, ainda não há parâmetros para se analisar em quais pontos do negócio é necessário melhorar.

Tirando esse contexto, qualquer restaurante com tempo de casa e experiência tem plena capacidade de implantar uma gestão de qualidade e colher bons frutos.

Nesse caso, o melhor a fazer é observar o negócio como um todo e entender o que pode ser melhorado. Para auxiliar nesse processo, faça as seguintes perguntas:

  • Qual situação acontece frequentemente no meu restaurante e desestabiliza a equipe?
  • Qual situação acontece frequentemente no meu restaurante e prejudica a agilidade na cozinha?
  • Quais pratos não têm sido escolhidos pelos clientes?
  • Meus clientes demonstram insatisfação em relação a quais áreas?
  • Quais feedbacks temos recebido?
  • Há um padrão claro e estabelecido para todas as coisas no restaurante?

 

7. Use a tecnologia como pilar para a gestão de qualidade

Ao longo do texto, fizemos sugestões de ações importantes para criar uma gestão de qualidade em restaurantes, mas cada uma delas exige tempo e presença do dono do negócio.

Assim, é preciso compensar esse aumento de tempo de alguma forma, reduzindo a demanda por outro lado, e é aí que entra a tecnologia.

Com ela, você pode riscar da sua lista de tarefas aquelas obrigações manuais e ultrapassadas, que um bom sistema automatizado pode suprir, como controle de vendas, estoque, fluxo de caixa e análises de planilhas.

Para isso, utilize a Saipos, o Sistema de Gestão para Restaurantes mais completo do mercado! 

Com ele, você tem benefícios em todas as etapas do seu restaurante, independentemente do modelo de vendas.

E o melhor de tudo é que ainda conta com relatórios completos e automáticos com todos os dados que você precisa para entender se a gestão e qualidade está dando resultado. Incrível, né?

Então, confira outros benefícios do Sistema Saipos!

  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Possibilidade de vender por meio do Site Delivery, o site próprio com pedido online e sem taxas;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Viu quantas vantagens? E tem muito mais! Aperte no banner, assista uma demonstração e veja porque a Saipos é o melhor sistema para restaurantes do Brasil!

E-BOOK: Entenda porquê restaurante quebram tanto