Ganhe bastante investindo no setor de Lanchonete

Tainara Braga - Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.
Escrito porTainara Braga

Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.

Descubra como ganhar dinheiro abrindo uma lanchonete

Abrir uma lanchonete pode gerar alta lucratividade, principalmente pela diversidade de produtos vendidos e por fazer parte dos hábitos de consumo dos brasileiros.

Esse tipo de empreendimento possui grande aceitação do público, já que pode ser aberto em locais variados e com diferentes propostas.

Mas, embora pareça muito simples, tudo precisa ser bem pensado. É necessário ter um planejamento sólido para que o projeto não se torne um problema.

Pensando nisso, montamos um artigo com tudo que você precisa saber antes de abrir uma lanchonete de sucesso

Mas antes de continuar lendo, aproveite e faça agora o download da planilha para calcular o preço dos pratos. Aperte no banner e baixe grátis!

1. Defina o segmento da sua lachonete

Uma das primeiras coisas a se pensar é sobre qual modelo de lanchonete montar. Isso porque elas são muito versáteis e podem incluir temáticas diversas. 

Por isso, você pode usar a criatividade para criar uma que combine com o seu estilo e suas preferências.

Na verdade, o segredo é sair do comum e sempre tentar criar novos padrões e características que só o seu negócio carrega. 

Uma dica são as lanchonetes temáticas, inspiradas em séries, filmes ou qualquer outro tema que desejar. Vale usar a imaginação para criar um lugar único!

Conheça 3 principais modelos de lanchonete que fazem sucesso:

Food Truck

Os Food Trucks têm o mesmo conceito dos antigos trailers de lanches. Nessa modalidade, é simples atender eventos e se locomover até locais com grande fluxo de pessoas.

No Brasil, essa forma de vender já virou moda e pode ser adquirida por um valor que compensa os benefícios da estrutura. 

Além disso, é possível se vincular a franquias, o que acontece frequentemente e pode trazer uma ótima lucratividade.

Quiosques

Os quiosques combinam com praias, praças com natureza ao redor, e parques. São ambientes mais leves e que valorizam a parte externa do estabelecimento. É possível servir vários tipos de lanches, adotando até mesmo o modelo de uma pastelaria.

Mas é preciso ter atenção, porque pratos mais elaborados costumam representar mais dificuldade de preparo nos quiosques, já que esses locais são menores.

Fast Food

Os fast foods são as opções mais comuns no setor de lanchonetes. São perfeitos para centros comerciais, próximos de escolas ou shoppings. 

É possível servir diferentes tipos de lanches, doces e até combos de comidas típicas. Embora o mais pedido seja o hambúrguer com fritas, hot dog e outros salgados.

Nos Estados Unidos, os fast foods são populares, inclusive, foi lá que se tornaram sensação, espalhando-se para todas as partes do mundo.

Leia mais sobre Como abrir uma lanchonete nos EUA

2. Tenha um cardápio atrativo e variado

Lanchonetes são muito versáteis em relação ao cardápio. Sendo assim, você pode seguir a linha que quiser no seu estabelecimento.

É possível centralizar apenas uma categoria de pratos, como hambúrgueres e lanches rápidos, ou oferecer até pequenas refeições, como as a la minutas, que são os pratos feitos.

Independentemente da sua escolha, é sempre importante se dedicar para agradar o paladar do público variado. 

Portanto, ter um balcão aquecido, com salgados de vários tipos e outros itens pré-prontos é uma ótima tática.

Veja algumas opções para o cardápio da sua lanchonete:

  • Cachorro quente;
  • Hambúrguer;
  • Sanduíches variados;
  • Calzones;
  • Pastéis;
  • Folhados;
  • Empadas;
  • Risoles;
  • Pão de queijo;
  • Frutas;
  • Saladas;
  • Bauru;
  • Batatas fritas;
  • Refrigerantes;
  • Sucos naturais;
  • Cafés.

Tenha uma especialidade

Apesar da variedade ser importante, é necessário ter algo especial. Em um centro movimentado, geralmente há um grande número de restaurantes, bares e lanchonetes.

Pensando nisso, a pergunta que fica é: como conseguir clientes com toda essa competição?  

Uma boa estratégia é ter um prato que é marca registrada da lanchonete. Algo que apenas você tem para vender.

Pode ser um salgado com receita autoral, um sabor com ingrediente diferenciado ou, até mesmo, preparos completamente caseiros. 

Geralmente, as lanchonetes usam muito os industrializados, por isso, apostar em receitas caseiras e orgânicas é um grande diferencial.

Pense nas dietas especiais

Uma boa forma de estruturar o seu negócio é trabalhando com as dietas especiais.O cardápio vegetariano, vegano, fitness e exclusivo para pessoas com intolerância a alguns componentes é um diferencial importante e que valoriza o seu negócio.

Nesse caso, trabalhe seu marketing para gerar valor sobre esses pontos que são considerados novidades. Abaixo, separamos alguns pratos que podem fazer sucesso nesse sentido.

  • Crepioca
  • Bolinho de aveia
  • Biscoito de aveia
  • Bolinhos de batata doce
  • Empada de batata doce com frango
  • Hambúrguer fit
  • Coxinha Low Carb
  • Pão de queijo fit
  • Pão de espinafre
  • Vitaminas variadas
  • Lanches fitness
  • Brownie Vegano 
  • Quibe vegano
  • Lanches veganos
  • Coxinha de Jaca
  • Falafel
  • Bolo de fubá vegano
  • Cookie vegano
  • Guacamole
  • Churros veganos
  • Pipoca
  • Hamburguer de vegetais

Valorize a culinária regional

Como você já sabe, uma lanchonete não precisa ter apenas lanches no cardápio. Desde que sejam pratos com rápido preparo, é totalmente possível inserir no menu.

Algo que pode aproximar a clientela é vender produtos da culinária regional. Não tem erro: trazer alimentos tradicionais e que estão no gosto do seu público-alvo é um diferencial e tanto.

Nesse sentido, lembre-se de que é muito positivo desenvolver receitas próprias, e a regionalidade é um ponto alto para se inspirar!

3. Entenda o conceito de uma lanchonete

Uma lanchonete, em sua essência original, é um estabelecimento focado na venda de lanches rápidos, como o próprio nome já diz.

O setor de alimentação foi o que mais cresceu em 2020, e as lanchonetes estão inclusas em todo esse sucesso.

Entender o motivo desse modelo de negócio ter caído no gosto da população não é difícil, já que há um conjunto de coisas que o brasileiro adora:

  • Estilo irreverente;
  • Simplicidade;
  • Comidas práticas e saborosas;
  • Local perfeito para happy hour e bater um papo;
  • Preço acessível.

O objetivo é que esses espaços tenham refeições disponíveis em qualquer hora do dia, não apenas no café da manhã, almoço e jantar.

Sendo assim, é importante ter opções no cardápio que possam ser consumidas em horários diversos, considerando as possíveis limitações alimentares de cada pessoa.

Incluir lanches vegetarianos, veganos, sem glúten e sem lactose é fundamental para a criação de um ambiente democrático, que pode ser frequentado por qualquer pessoa.

4. Escolha o melhor local para abrir

Tudo vai depender do seu público-alvo. Pergunte-se: onde estão as pessoas para quem eu quero vender?

Lanchonetes têm o conceito de refeição rápida, e essa característica é vantajosa principalmente para alunos, trabalhadores e o público jovem.

Portanto, para atingir essa categoria de pessoas, o melhor é abrir o espaço perto de escolas, centros comerciais, shoppings e pontos com grande movimentação.

Outra ideia interessante é estar próximo a condomínios e prédios com muitos moradores, principalmente se forem distantes da área central da cidade.

Nesse caso, é importante entender como montar uma lanchonete pequena, já que elas são uma ótima opção para bairros e centros urbanos.

5. Faça o controle financeiro diariamente

Abrir um negócio de alimentação envolve não apenas questões de estruturação, mas também de gestão. E, por isso, é fundamental saber como administrar uma lanchonete. 

Diariamente, é necessário estar atento aos procedimentos de controle de estoque, fluxo de caixa e vendas.

Sem isso, não importa o quanto as vendas estejam em alta: é impossível manter um crescimento saudável a longo prazo.

Por isso, não se iluda achando que o porte ou modelo da sua lanchonete deixará o processo de controle mais simples.

É necessário adotar todas as medidas diárias e realizar análises periódicas para entender os resultados de campanhas, ações promocionais e mensurar o atingimento de metas mensais ou quinzenais.

Portanto, para otimizar o seu orçamento e garantir os meses bem longe do vermelho, seja consciente na hora de comprar equipamentos como fritadeiras e eletros, contratar funcionários e gerenciar o estoque.

Para fazer isso de forma mais prática, monte um plano de negócios que contemple todo o seu investimento, metas, prazos e despesas.

Pensando em te ajudar nesse ponto fundamental, a Saipos preparou algumas planilhas, entre elas a de Fluxo de Caixa. Para baixar grátis, aperte no banner!

6. Faça uma boa divulgação para vender mais

O segredo é aproveitar o meio digital para ser visto, diferenciar-se e conquistar o seu público-alvo!

Geralmente, as lanchonetes tendem a ser um local moderno, irreverente e voltado ao público jovem. 

Portanto, é indispensável marcar presença nas redes sociais para atrair a sua freguesia e saber como colocar lanchonete no Instagram, que é o principal canal.

Nesse sentido, é necessário ter estratégias para divulgação da sua marca. Lembre-se de que sem o marketing é impossível tornar um negócio estável e popular.

Por isso, há algumas ações que você pode levantar no seu empreendimento, veja abaixo 4 atitudes simples que podem fazer a diferença na divulgação:

Material impresso ainda é importante

Apesar do maior nicho de divulgação ser digital, os impressos ainda são válidos como agentes potencializadores das propagandas.

Folders e panfletos podem ser entregues, mas o mais eficaz é utilizá-los na entrega dos pedidos.

Um folder de promoção, por exemplo, pode ir junto da embalagem quando o cliente resolve comprar e levar, ou no delivery, caso você também opere nesse modo.

Posts atrativos nas redes sociais

Não é só de imagens de comida que um bom feed é feito! Observe as grandes marcas de restaurantes e franquias de fast food. 

Você irá perceber que as redes sociais conseguem um grande engajamento porque se apropriam de tendências e até de memes para gerar conteúdo atrativo e bem humorado.

Sendo assim, tenha uma visão expandida e “surfe” na moda que o momento oferecer, sem deixar de demonstrar autoridade no seu segmento.

Vídeos são indispensáveis

Os algoritmos entregam os vídeos em maior proporção do que simples imagens, por isso, eles são o caminho para ter mais visibilidade.

Abuse de Reels, stories e IGTV no Instagram para mostrar o preparo dos lanches e o seu espaço de atendimento.

Embalagem também é propaganda

Não importa se você irá vender take away ou também delivery, a embalagem diz muito sobre a sua lanchonete.

Capriche na identidade visual e traga essa referência nas suas embalagens. Elas também são um modo de se diferenciar da concorrência.

Quer mais dicas sobre como divulgar a sua lanchonete? Preparamos um e-book com as melhores dicas para te ajudar nessa etapa. Aperte no banner e baixe grátis agora mesmo!

7. Use o delivery ao seu favor

O cardápio de uma lanchonete é muito diversificado, como já falamos. Por isso, há margem para vender por meio dos marketplaces, como iFood, Rappi, Uber Eats e outros.

Inclusive, não é necessário optar por essa modalidade como única maneira de vender. Muitos empreendedores do setor mantêm o espaço de atendimento presencial, mas também vendem por tele-entrega.

Essa é uma forma de conciliar os dois tipos de venda e analisar o que dá mais lucro. Inclusive, é comum iniciar nas duas modalidades e perceber que o delivery é mais vantajoso.

Mas, antes de decidir abrir lanchonete delivery, é necessário prestar atenção aos custos que isso representa.

Estar vinculado ao iFood, por exemplo, pode custar quase 30% do valor de cada pedido feito por meio do app.

Nesse sentido, é fundamental consultar o orçamento e ter conhecimento sobre a precificação.

8. Tecnologia: a chave para ter uma lanchonete de sucesso

Engana-se quem pensa que abrir lanchonete é mais simples do que outros negócios de alimentação. 

Qualquer empreendimento, seja delivery ou presencial, conta com as mesmas necessidades de gestão e administração financeira.

Abrir um novo negócio sem tecnologia é como caminhar no escuro, sem clareza para entender os resultados e mensurar se as finanças vão bem.

Além disso, imagine ter que dar conta de todas as demandas de uma lanchonete de modo totalmente manual… É praticamente impossível dar conta de todos os processos com excelência.

É por isso que a última dica deste artigo tem relação com a gestão do seu estabelecimento, e isso se dá a partir de um sistema funcional que otimiza diversas funções na sua operação.

O Sistema Saipos é a evolução do PDV para restaurantes, e funciona em diferentes módulos de venda, com benefícios em todas as etapas do seu dia a dia.

Com ele, você tem automatizações que tornam o seu dia a dia muito mais assertivo e facilitado. Confira alguns benefícios:

  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Viu quantas vantagens? E tem muito mais! Aperte no banner, assista uma demonstração e veja porque a Saipos é o melhor sistema para restaurantes do Brasil!