Aprenda a calcular o preço de custo de um prato

Stêvão Limana - Jornalista graduado pela UFSM, repórter da NDTV/Record TV em Blumenau (SC) e redator SEO da Saipos.
Escrito porStêvão Limana

Jornalista graduado pela UFSM, repórter da NDTV/Record TV em Blumenau (SC) e redator SEO da Saipos.

Como calcular preço de venda de lanches?

Se você quer saber como calcular preço de venda de lanches, ou de outros pratos, é preciso se basear nos custos variáveis do prato custos fixos e margem de lucro.

É extremamente importante saber como calcular preço de venda restaurante. Mas, nem todo mundo tem esta noção.

Se você estiver começando no ramo ou não sabe muito bem como fazer o cálculo, precisa parar e estudar essas questões e utilizar uma planilha de custos.

Todos os processos de movimentação são importantes para gerir um negócio. Por esta razão é bom saber como calcular preço de venda de lanches.

Pensando nisso, a Saipos preparou esse artigo para te ensinar a fazer isso. Confira!

1. Fórmula para calcular o custo de um lanche

Você sabe como fazer o controle de custos e despesas? É muito importante,  pois todas elas fazem parte da construção dos pratos do restaurante.

Então, veja novamente a fórmula para calcular o preço de venda dos seus produtos:

Custos  do lanche + custos fixos + margem de lucro = preço de venda

Além do mais, lembre que o seu negócio precisa ter lucro. Então o preço de venda precisa abarcar esse valor.

Mas você sabe o que quer dizer cada unidade que compõe a fórmula acima?

Se quer entender como calcular o custo de um lanche, saiba que é semelhante ao cálculo de prato para restaurante.

Imagine que os custos com os ingredientes do lanche mais o salário do dos seus funcionários deem um total de R$3, as despesas em geral e impostos somem R$1,50, e a margem de lucro definida seja R$1,50.

O preço de venda da pizza seria R$ 6. Este valor deve ser o suficiente para cobrir os custos envolvidos na produção do lanche, despesas e pagamento  do atendente. Também deve garantir uma margem de lucro de 50%.

Obviamente, este valor pode variar de acordo com o tipo de lanche que você vai vender. Seja lá o tamanho dele, você precisa calcular todos estes passos. E cuidado com o prejuízo.

Agora que você já sabe como calcular preço de venda de um lanche, deve ficar atento a concorrência.

Dê uma olhada e veja se a sua lanchonete está dentro da competição de mercado.

2. Entenda o que compõe a fórmula!

Compreender melhor as unidades de medida que compõe a fórmula pode facilitar na hora do cálculo. Por isso, entenda o que são custos, despesas e lucros!

Custos do lanche

Os custos são todos aqueles gastos que seu estabelecimento terá diretamente com a produção do lanche.

Ou seja, com os produtos necessários para construção de tal prato. Por exemplo, se você vender um sanduíche natural, você vai precisar de:

  • Pão;
  • Maionese;
  • Alface;
  • Tomate;
  • Cenoura;
  • Queijo;
  • Frango.

Dessa maneira, cada produto terá um custo de aquisição. É dele que estamos falando. É esse valor específico de cada produto que deverá ser contabilizado. Some todos. Você terá o valor do custo de produção.

Custos fixos

Já em relação às despesas do seu restaurante, refere-se a questões mais voltadas à administração da sua empresa.

São custos fixos, que não são ligados diretamente a produção dos lanches, como exemplo:

  • Água;
  • Luz;
  • Telefone;
  • Internet;
  • Aluguel.

Margem de lucro

Essa unidade da fórmula diz respeito ao percentual de lucro que o empreendedor deseja ter com a venda do lanche.

Portanto, você precisa estipular uma porcentagem. Mas lembre de ser consciente quanto ao valor.

A sua margem de lucro não pode ser absurdamente maior que o custo de produção de tal prato. Caso isso ocorra, certamente seus clientes não comprarão.

Há um limite de valor que o consumidor está disposto a pagar. Portanto, saiba ponderar para não perder vendas.

3. Entenda o que é Preço de Venda

Você que é investidor precisa estar atento com tudo, inclusive como o preço de venda. Mesmo que tenha uma pessoa que cuide disso, é bom se preocupar.

E, antes de qualquer coisa, saiba o que é preço de venda. Basicamente, isso se refere ao valor que o seu restaurante irá cobrar dos clientes. Ele deve ser o suficiente para cobrir a sua produção, despesas e o lucro.

Cobrar o valor certo dos seus clientes é o melhor caminho para aumentar a competitividade do seu negócio e com a concorrência.

A dica, é procurar por uma tabela de preço de venda, assim poderá organizar tudo de uma simples.

Além disso, é necessário estar sempre de olho nas planilhas de controle para restaurantes, que a Saipos também disponibiliza de forma gratuita.

Quer calcular o preço de venda dos seus lanches sem complicação? Clique no banner e baixe GRÁTIS a Planilha para Calcular Custo de Pratos da Saipos!

4. Dicas para calcular o preço de venda

Apesar de tudo, não basta apenas aplicar a fórmula de como calcular preço de venda de lanches, é preciso seguir algumas dicas para que consiga atingir uma boa lucratividade sem pesar no preço final. Confira!

  • Analise quais são os pratos mais pedidos;
  • Não ultrapasse a barreira de preço;
  • Não use valores redondos;
  • Entenda quem são os seus clientes;
  • Observe os valores dos concorrentes.

5. Como Fazer Lanche Natural?

A procura por uma alimentação mais saudável atingiu todos os tipos de comércio, inclusive as lanchonetes. Por isso, se você for dono deste tipo de estabelecimento, lembre-se do público que busca algo mais natural. Tente abranger uma clientela seleta.

Não fique apavorado se você tem uma lanchonete mas não sabe como fazer um lanche natural. Nós podemos ajudar! Veja algumas opções:

1.Sanduíche natural de frango: frango é um alimento que muita gente gosta, então é uma boa opção para compor o seu cardápio.

E para deixa-lo para saudável, é possível usar pão integral, maionese light ou iogurte desnatado.

Mas fique atento em como calcular preço de venda de sanduíche natural da forma correta, já que ele pode ter vários ingredientes diferentes.

2. Salada de frutas: podendo ser usada tanto para sobremesa quanto para lanche da tarde, esta é uma opção eficiente e acessível para a sua lanchonete.

O bom de trabalhar com frutas é você ainda pode inovar com coisas simples, como, por exemplo, servir com um sorvete ou com panquecas.

3. Biscoito de aveia e mel: este tipo de lanche é ótimo para ser vendido no balcão do caixa da sua lanchonete.

Além de ser uma refeição, simples, rápida e gostosa, agrada muita gente.

Procure por fornecedores que trabalham com a comercialização de biscoitos ou coloque na sua produção. Existem diversas receitas práticas.

Como montar uma lanchonete com pouco dinheiro?

Não dá para negar que a crise no Brasil vem atingindo a população de várias maneiras. Contudo, abrir o próprio negócio, como uma lanchonete, por exemplo, pode salvar qualquer um – desde que saiba administrar.

Não está fácil para ninguém, mas é possível sim abrir uma lanchonete com pouco dinheiro. Venha ver 5 dicas de como montar a sua lanchonete com pouco dinheiro!

1. Plano de negócios

Antes de pensar em iniciar o processo de montagem da lanchonete, é importante criar um plano de negócios. Se você não sabe o que isso significa, nós explicamos!

Um plano de negócios funciona como um guia para facilitar a administração do seu empreendimento. Nele é necessário informar valores para investimento disponível, e gastos em geral.

Como você pode ver, essa etapa exige atenção e bastante pesquisa, mas isso é bom, já que lhe confere mais experiência.

2. Atenção as finanças

Não importa se você irá desprender um valor pequeno para investir, é necessário valorizar cada centavo gasto. E para fazer isso, a melhor estratégia é  cuidar do seu caixa.

Portanto, não deixe de fazer um controle de fluxo de caixa, mesmo que tenha impressão de que a entrada de caixa seja pequena.

Encare isso como um degrau para o seu crescimento e do seu negócio, e valorize cada real recebido. Para isso, você precisará saber como fazer o  controle financeiro do restaurante.

3. Lanches relevantes para o público

Oferecer lanches relevantes quer dizer que deve abrir as portas em locais que condizem com a proposta do seu negócio.

Essa questão tem muito a ver com o público alvo. Se quer vender bem, pense em lanches direcionados a um determinado tipo de consumidor.

Desse modo, aumentam muito as chances do seu produto ser aceito e agradar a clientela, o que representa mais lucro para você.

4. Divulgação

Não pense que ter pouco dinheiro para gastar significa que não seja necessário fazer propaganda do seu empreendimento.

Pelo contrário, se há pouca verba para investir, é imprescindível buscar mais alcance através de propagandas, e elas podem ser feitas por você mesmo.

Mostre seu cardápio através de fotos de qualidade, faça vídeos para divulgar o preparo e a higiene, use as redes sociais. Lembre-se, pior que fazer pouco, é não fazer. Por isso, capriche nos recursos que você têm.

Sistema para Restaurantes é uma opção?

O nosso compromisso é que você consiga gerir seu negócio da forma mais simples, ágil e inteligente possível. Sendo assim, com um software você consegue controlar seus pedidos, vendas, estoque e finanças em minutos, além de conseguir rastrear onde estão as falhas e como consertá-las.

Por isso, todo sistema ou software necessita de uma curva de aprendizado para quem está começando a utilizar desse serviço, não há como escapar disso.

Mas por outro lado, existem soluções como a Saipos, que foi construída pensando no cliente e no seu dia a dia. Então, venha nos conhecer! Clique no banner abaixo e agende uma demonstração com a gente!