Fluxo de caixa livre: Como fazer?

Tainara Braga - Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.
Escrito porTainara Braga

Graduanda de Jornalismo, Analista de Marketing e Redatora SEO.

Como utilizar o fluxo de caixa livre?

fluxo de caixa livre é o saldo que você tem disponível na sua empresa. Ou seja, é aquele dinheiro que fica sobrando depois que você faz seus pagamentos. 

É bem comum, inclusive, que este restante seja usado para quitar os eventuais dividendos dos acionistas ou para endividamentos da empresa.

Por conta disso, o fluxo de caixa livre, geralmente, é visto como a capacidade do empreendimento de gerar caixa para os acionistas. Ao longo do texto, vamos te explicar tudo que você precisa saber sobre esse tipo de controle do seu caixa.

Mas antes, aproveite para baixar nosso e-book completo sobre fluxo de caixa. Aperte no banner e faça o download agora mesmo!

Como calcular o fluxo de caixa livre?  

Para calcular o fluxo de caixa livre você vai precisar somar o fluxo de caixa operacional com o fluxo de caixa de investimentos.

Desta forma, a fórmula vai ficar assim:  FCL= FCO + FCI

FCL = Fluxo de caixa livre

FCO = Este é o fluxo de caixa operacional, que representa as operações da empresa menos os gastos de industrialização, comercialização e prestação de serviço.

FCI = Fluxo de caixa de investimentos, que os  investimentos feitos no imobilizado ou intangível da empresa. Neste caso, o custo será  lançado como negativo.

Lembrando que ele só será positivo se o negócio vender algum tipo de ativo ou aplicação financeira.

Onde aplicar o fluxo de caixa livre?

A aplicação do fluxo de caixa livre é indicada para todo o tipo de negócio. Da mesma maneira, isso vale para as pequenas empresas até as multinacionais. Sem exceção!

A análise deste método permite identificar quanto dinheiro fica disponível após a quitação das contas e ainda disponibiliza enxergar a real situação do local. 

Com o uso correto do fluxo de caixa livre, é possível aumentar a competitividade no mercado e planejar o futuro do seu negócio. 

Mas, para que isso aconteça, é indicado que reestruture suas dívidas para reduzir taxas de juros ou, se for possível, limitar demais despesas de capital.

A dica é contratar um profissional focado apenas nisso e que treine a sua equipe para que a melhoria seja feita em conjunto. 

Fluxo de Caixa e o Fluxo de Caixa Livre

Embora estes dois termos sejam bem parecidos, existe diferença entre o fluxo de caixa e o fluxo de caixa livre. Veja: 

  • Fluxo de Caixa: É a movimentação de dinheiro que entra e sai de um negócio durante um período. 

Além de ser apresentado em uma Demonstração de Fluxo de Caixa, qualquer tipo de empreendimento pode, e deve, usá-la.

  • Fluxo de Caixa Livre: Quantia que sobra depois de todos os gastos serem quitados. Também chamado de FCL, ele é o dinheiro atual do empreendimento.

Mas atenção! Ele não deve ser considerado como o crescimento do local. 

Como projetar o fluxo de caixa livre? 

Para projetar o fluxo de caixa livre, é recomendado que a empresa tenha dois relatórios. Um deles deve ter uma visão a curto prazo da companhia (60 a 90 dias), enquanto o outro deve ser de médio a longo prazo (2 a 5 anos)

Vale lembrar que quanto mais longa for a sua projeção, menor será a confiabilidade dos resultados, mas o método funciona do mesmo jeito. 

Fluxo de caixa livre: Projeção a curto prazo 

Voltando para a projeção a curto prazo, você terá que buscar os dados que o seu caixa operacional prevê para os dias e semanas seguintes. Neste caso, é necessário entender quais são as despesas fixas e variáveis da empresa.

E, dentro disso, estão incluídos os custos diretos, indiretos e fonte de receita. Eles não podem ser esquecidos. Ou seja, tudo o que está relacionado com a operação de toda a companhia. Não deixe nada de fora!

Analisando tudo isso, é bom destacar que alguns componentes possuem valores bem fáceis de identificar. O pagamento do  aluguel ou a conta de luz, são dois ótimos exemplos disso. 

Com isso, ambos os gastos têm históricos que permitem realizar uma estimativa e por isso são mais descomplicados. 

Mas, quando se fala nas previsões de receitas, como a entrada de caixa por vendas, não terá precisão, mas sim aproximação.

Por fim, a dica é criar duas linhas, como um gráfico, a primeira representa o acompanhamento de fluxo de diário ou semanal dos próximos 60 dias.

Já a segunda irá apontar a comparação a partir dos pagamentos de serviços da dívida. E, ao final dela, pode confirmar ou não a expectativa anterior.

A Saipos entende que cuidar do fluxo de caixa exige muita atenção. Por isso, preparamos uma planilha que vai te ajudar. Aperte o no banner e baixe grátis a Planilha de Fluxo de Caixa Diário!

Como aumentar o fluxo de caixa livre?

fluxo de caixa deve ser usado ao seu favor, para beneficiar o seu negócio! E neste caso, com o fluxo de caixa livre, isso não pode ser diferente. Veja dicas simples para aumentar o seu FCL

  • Contratação de um diretor financeiro;
  • Formação de uma equipe de controladoria de estratégia financeira e as operações de negócios;
  • Reestruturação de dívidas para reduzir as taxas e otimizar cronogramas de pagamentos;
  • Reduzir, limitar ou atrasar as despesas de capital.

Em conclusão, o fluxo de caixa livre é o instrumento perfeito para monitorar a Demonstração de ResultadosDemonstrativos de Fluxo de Caixa e os seus Balanços

Qual o melhor sistema para auxiliar no fluxo de caixa?

O melhor sistema para cuidar do fluxo de caixa e de qualquer ação que envolva finanças é, sem dúvidas, o da Saipos!

E ele é tão eficiente assim, porque consegue agrupar diversas áreas da operação em um único software, que entende que cada etapa é parte de um único núcleo. 

Com isso, você terá otimizações em todas as áreas dos processos, independentemente do modelo de atendimento.

Mais de 3 mil negócios no segmento de alimentação utilizam o sistema, que revolucionou a forma de atender, entregar, controlar as finanças e tantos outros momentos do dia a dia.

Utilizando o Sistema Saipos, você poderá acompanhar o desenvolvimento dos seus resultados de forma significativa.

Confira algumas das funcionalidades:

  • Controle de estoque para lançar, em tempo real, tudo o que saiu e o que entrou;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Viu quantas vantagens? E tem muito mais! Aperte no banner, assista uma demonstração e veja porque a Saipos é o melhor sistema para restaurantes do Brasil!