Fluxo de caixa líquido: Como utilizar?

Fluxo de caixa líquido: Como utilizar?

Para usar o fluxo de caixa líquido , é preciso fazer um cálculo sobre os dados financeiros para investimentos da empresa. 

 

Assim como os outros tipos de transporte, é fundamental para a saúde financeira da empresa. 

Com ele, é possível analisar dados relacionados a lucratividade do negócio, forma concreta e efetiva, e assim, avaliar o desempenho do empreendimento.

 

Isso ocorre porque, através do fluxo de caixa líquido, é possível definir uma meta em que o número se mantém sempre positivo.

 

Quando o valor fica parado em negativo por um período prolongado, é sinal de que o negócio não gera capital para seus gastos.

 

E para ter uma visão exata de como estão as coisas, é indicado que controle tudo em uma planilha. 

 

A Saipos preparou uma Planilha de Fluxo de Caixa excluvia para ajudar você. Clique no banner e baixe gratuitamente! 

 

Baixe a planilha de fluxo de caixa da Saipos

O que é o fluxo de caixa líquido?

O fluxo de caixa líquido é uma das maneiras de fazer o controle das finanças do seu negócio. 

 

Diferente dos outros tipos de fluxo, ele é definido a partir do valor que sobra após todos os pagamentos feitos.

 

Desse modo, ele serve como uma maneira de medir a capacidade de uma empresa em gerar lucro, sendo assim, muito utilizado na hora de investir em um novo negócio.

 

Qual a diferença entre fluxo de caixa e fluxo de caixa líquido?

Apesar de muitas pessoas acharem que os dois métodos são idênticos, existem vários. 

 

Em primeiro lugar, o fluxo de caixa de referência ao valor de entradas e registros de um negócio, a partir de um período de tempo determinado. 

 

Já o fluxo de caixa líquido considera esses dados, mas trabalha sobre o valor que sobra a partir dessas movimentações, quais são os pagamentos em geral.

 

O fluxo de caixa líquido também é mais útil para análises específicas , feitas em situações pontuais e com um objetivo, como investir em um novo negócio.

 

Como calcular o fluxo de caixa líquido?

Para fazer o levantamento do fluxo de caixa líquido , é necessário conhecer muito bem o faturamento, realizando o fluxo inicial de caixa operacional.

 

Isso porque ele será necessário para a fórmula do seu cálculo neste tipo de fluxo. 

 

Para descobrir o valor do fluxo de caixa líquido, é necessário somar o fluxo de caixa operacional , junto ao fluxo de caixa de investimentos .

 

FCL =  Fluxo de caixa líquido.
FCO =  Fluxo de caixa operacional, referente a gastos em operações menos gastos de comércio e serviços.
FCI = Fluxo de caixa de investimentos, que é referente aos investimentos realizados no setor da empresa, portanto, o valor é lançado como negativo. 

 

Mas, o FCI também pode ser uma forma positiva, caso a empresa trabalhe com ativos ou aplicações financeiras.

 

Desta forma, uma fórmula vai ficar assim:

 

Fluxo de caixa líquido =

 

Fluxo de caixa operacional + Fluxo de caixa de investimentos

 

(FCL = FCO + FCI)

 

Ainda, é necessário conhecer outras maneiras de calcular o fluxo de caixa, veja abaixo como opções:

 

  • Margem operacional bruta = vendas feitas - custo das vendas gerais

 

  • Lucro antes de juros e impostos = margem operacional bruta - depreciação

 

  • Lucro líquido = lucro antes de juros e impostos - imposto

 

  • Capital de giro = caixa + clientes + estoques - fornecedores

 

  • Fluxo de caixa = lucro líquido + depreciação livre - capital - os investimentos

 

Agora que você entende como cálculo ou fluxo de caixa líquido, vai precisar organizar seus números para controlar esta função. 

 

Para ajudar nisso, nós prepamos uma P lanilha de Fluxo de Caixa Gratuita . Para destacar-la é só clicar no banner abaixo!

 

Planilha de Fluxo de Caixa da Saipos

 

Qual a importância do FCO para o fluxo de caixa líquido?

Como você viu, o fluxo de caixa operacional é fundamental para o fluxo de caixa líquido.

 

Mas isso é normal, já que, como um cálculo matemático, cada operação é possível um novo dado, que é usado para uma próxima conta.

 

O fluxo de caixa operacional seleciona entradas e baixas de negócios. Ele pode ser feito por períodos, mensais e até mesmo anual. 

 

Assim, é realizado um levantamento para analisar quanto dinheiro ou empreendimento está conseguindo levantar. 

 

O fluxo de caixa operacional é espanhola com base em uma equação bem fácil:

 

LAJIR (lucro antes de juros e impostos) 

 

+ Desvalorização - Impostos LAJIR

 

Mas, após entender o seu fluxo de caixa operacional necessário para o cálculo líquido, também é importante adicionar uma depreciação e outras despesas. O valor pago, se chama EBITIDA

 

O que é EBTIDA e o que ela diz sobre seu negócio?

 

O EBITDA é uma maneira de verificar como uma saúde financeira da empresa. 

 

Para demonstrar esses dados, ela utiliza os lucros gerados através da parte operacional, desconsiderando empréstimos, investimentos e impostos. 

 

A partir disso, é possível verificar se uma empresa realmente será bem financeiramente e sair dos seus requisitos internos.

 

Fórmula de cálculo EBTIDA

 

EBITDA = Lucro Operacional Antes do Imposto de Renda e

Receitas / Despesa Financeira + Depreciação + Amortização

 

Baixe a planilha de Fluxo de caixa

 

O que analisa o fluxo de caixa líquido?

Além de usar uma fórmula para descobrir os valores do fluxo de caixa líquido , ele é muito importante ou precisa ser analisado diante dos resultados.

 

Por isso, insira o prazo médio e longo prazo, o controle de fluxo de caixa de líquido precisa mostrar o positivo.

 

Caso uma empresa demonstre, após um ano, um fluxo de caixa líquido negativo , isso certamente será prejudicial para o negócio que não tem futuro promissor.

 

Então, se o FCL mostrar por muito tempo como negativo, será necessário elaborar o planejamento para que as contas fiquem positivas novamente.

 

Nesse caso, medidas como renegociar dívidas, pagando menos parcelas, é uma opção.

 

Isso ocorre porque taxas de juros são um valor morto para a empresa, então sempre que local, torna-se uma boa diferença no controle do fluxo de caixa .

 

Outra iniciativa coerente com o momento, é tentar diminuir os investimentos. Cortar é sempre uma boa ideia, e mais cautela com os custos é um diferencial.

 

Baixe a planilha de fluxo de caixa

 

Medidas para fazer o fluxo de caixa líquido crescer

 

- Reestruturar dívidas, diminuir taxas acelerando a quitação de dívidas;

 

- Organizar como dados de pagamento com suas entradas e entradas;

 

- Ter atenção e limitar as despesas de capital;

 

- Ter uma pessoa ou uma equipe especializada em parte das finanças, e não permitir que todos os colaboradores tenham acesso a dados financeiros em planos ou sistemas.

 

Como você viu, o fluxo de caixa é muito importante para a saúde financeira de sua empresa. 

 

Por isso, fique atento ao dia-a-dia, pois este é o modo que você pode tomar decisões coerentes e criar mudanças e comparações para o seu negócio!