Fluxo de caixa operacional: o que é e como funciona?

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Como usar fluxo de caixa operacional?

O fluxo de caixa operacional trata as entradas e saídas relativas à empresa, de acordo com o que foi feito durante o período.

O diferencial desse método é que leva em consideração apenas os movimentos realizados para uma operação, como:

  • Vendas ou prestações de serviços;
  • Folha de pagamentos;
  • Compras de materiais e produtos;
  • Pagamentos de impostos.

Sendo assim, com o uso desse cálculo, é preciso excluir outro tipo de custo ou ganho financeiro.

Além disso, seu diferencial está no fato de contabilizar todas as ações da empresa, inclusive aquelas que não estão conectadas às operações, como:

  • Juros bancários;
  • Aquisições de imóveis;
  • Rendimento de aplicações.

Vale ressaltar que o fluxo de caixa operacional não apresenta um retrato fiel de todas as operações. Isso quer dizer que ele não vai mostrar o saldo bancário correto, mas como ele deveria ser.

Toda a análise acontece como se a empresa estivesse apenas focada e voltada para a sua produção, então, é importante prestar muita atenção!

Para começar, baixe a planilha de Fluxo de Caixa Diário Grátis – uma forma simples e efetiva para iniciar esse cálculo no seu restaurante!

Por que o fluxo de caixa operacional é importante?

A importância do fluxo de caixa operacional (FCO) vai muito além de um controle organizacional.

Com a utilização do FCO, é possível avaliar o sucesso do seu empreendimento de forma mais confiável e clara.

E isso se deve ao fato de que uma empresa pode ganhar muito dinheiro e continuar tendo dificuldades para manter em dia suas contas - se não houver esse tipo de disciplina.

Outro grande benefício dessa ferramenta é que ela dá uma resposta muito mais precisa sobre o negócio do que o fluxo de caixa mais comum.

Muitos executivos acabam tomando decisões equivocadas por não usarem o fluxo de caixa operacional.

Então, para não correr riscos, é preciso executar uma discriminação dos valores para conseguir contar com uma projeção exata.

Como calcular um fluxo de caixa operacional?

Para conseguir aplicar o fluxo de caixa operacional, é preciso usar uma fórmula matemática simples. Confira abaixo:

LAJIR (lucro antes de juros e impostos de renda) + Desvalorização - Impostos LAJIR

O resultado do cálculo será chamado de Lucro Operacional e, para encontrá-lo sem fazer uma conta, você pode consultar diretamente o seu relatório anual.

Ainda não ficou claro? Então, confira abaixo um exemplo prático do que acabamos de explicar.

A sua empresa gerou um LAJIR equivalente a R$ 40.000,00, apresentou uma desvalorização de R$ 4.000,00 e conseguiu recolher impostos no valor de R$ 12.000,00.

Dessa forma, haverá a seguinte matemática: 40.000 + 4.000 - 12.000 = 32.000

Nesse exemplo, o fluxo de caixa operacional foi de R$ 32.000,00.

Esse resultado é uma das medidas para calcular os lucros de um negócio. Trata-se de um dos mais sólidos e importantes, já que se faz referência ao valor real das operações, sendo quase impossível manipular.

Quando usar o Fluxo de Caixa Operacional?

O uso do fluxo de caixa operacional é recomendado sempre que quiser avaliar o desempenho financeiro de um negócio.

Esse cálculo opera como um demonstrativo, então, consegue indicar todas as suas entradas e continuar o controle de forma mais organizada.

O uso dele ainda implica em dois tipos de contas: negativa e positiva. Entenda melhor abaixo!

Fluxo de caixa operacional negativo

Quando há uma demonstração de fluxo de caixa operacional negativo, significa que a forma como a empresa gerencia os ganhos não está efetiva.

Isso quer dizer que o local não está conseguindo cobrir apenas o seu funcionamento, o que é um grande problema.

Sem contar que ela ainda pode simbolizar que o negócio está com problemas de contas para receber ou pagar.

Antes de tomar qualquer medida, é indicado que analise onde está o erro e consulte o seu contador para compreender o fluxo de caixa empresa. Entendido?

Além disso, é recomendado que controle a análise dentro de planilhas.

A Saipos criou um material exclusivo que resolverá boa parte dos seus problemas: a planilha de fluxo de caixa mensal. Clique no banner abaixo e baixe grátis!

Fluxo de caixa operacional positivo

O FCO é o resultado das entradas e despesas de uma companhia, então, realizando associações e todos os gastos antes dos cobertos pela produção, o fluxo de caixa operacional será positivo.

Sempre que a métrica fechar em um número positivo, quer dizer que a empresa teve mais entradas de dinheiro do que saída.

Então, se isso acontece, significa que teve lucros financeiros, que é o objetivo de qualquer negócio.

Fluxo de caixa operacional Excel

Sempre que tratar o fluxo de caixa, sendo ele operacional ou não, é indicado organizar os dados em um fluxo de caixa Excel.

E, nesse caso, não é diferente! Monte a sua própria organização de fluxo de caixa operacional no Excel.

Para isso, será preciso criar quatro blocos na sua planilha, com os seguintes dados a serem preenchidos:

  • Dados do ano-base;
  • Premissas;
  • Período de Crescimento;
  • Período Estável.

Confira abaixo como a compilação deve ficar.

Essa é a base de sua planilha, mas é essencial para manter, principalmente, os valores que passam por uma mudança constante.

Em muitos casos, esses itens se tratam do Capital de Giro, Despesas de Giro, entre outros.

O fluxo de caixa operacional é uma ferramenta destinada para qualquer tipo de negócio. Use essa estratégia para ter uma empresa saudável e organizada!

Qual é o melhor sistema para controle financeiro de um restaurante?

O melhor sistema para cuidar do fluxo de caixa e de qualquer ação que envolva finanças em um restaurante é o da Saipos.

Caso as planilhas ainda não resolvam todo o seu controle financeiro, você conseguirá agrupar diversas áreas da operação em um único software para restaurantes.

Com isso, você terá otimizações em todas as áreas dos processos, independentemente do modelo de atendimento.

Confira alguns dos benefícios:

  • Controle de estoque com lançamento em tempo real;
  • Possibilidade de vender por meio do Site Delivery, o site próprio com pedido online e sem taxas;
  • Monitor KDS;
  • Integração com os principais apps de delivery;
  • Impressão de comandas e cupons fiscais em mais de uma impressora ao mesmo tempo;
  • Gestão de clientes por meio de relatórios com dados e preferências da base;
  • PDV personalizado, permitindo que você atualize cardápio e outras informações sempre que necessário;
  • Gestão de pedidos e controle de motoboys;
  • Diferentes módulos, para Delivery, Balcão, Mesas ou Senha;
  • Comanda eletrônica e gestão de garçons.

Aperte no banner, assista a uma demonstração e veja porque a Saipos é o melhor sistema para restaurantes do Brasil!