Entregas em meio ao Coronavírus: saiba as boas práticas

Mariana Moraes - Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.
Escrito porMariana Moraes

Jornalista formada pela Unisinos, roteirista e especialista na elaboração de materiais ricos.

Delivery de comida: como fazer entregas em meio ao coronavírus? 

Para não perder vendas e passar pela crise causada com o coronavírus sem prejudicar seu negócio, fazer entregas de comida é a melhor opção.

Com o coronavírus, o setor de delivery tem sido o meio mais escolhido para comprar refeições, já que o food service mundial está em crise.

Isso porque, o melhor é evitar frequentar locais com aglomeração de pessoas, como os restaurantes.

Portanto, é preciso entender qual a melhor maneira de fazer isso sem prejudicar os entregadores e clientes.

A Saipos preparou dicas excelentes para te ajudar nesta tarefa. Confira!

1. Entrega sem contato

O iFood deu o exemplo em entrega sem contato assim que a pandemia se agravou no Brasil. 

Ao acessar o app, rapidamente uma notificação aparece. Ela informa o método mais seguro para receber entregas.

Funciona da seguinte maneira: o cliente faz o pedido pela plataforma e efetua o pagamento online. Após, envia uma mensagem solicitando que o entregador deixe o produto na porta.

Desse modo, fica muito mais fácil evitar contato direto com o entregador. 

Utilizar essa estratégia com as suas vendas é uma maneira muito eficaz de proteger seus clientes e seus entregadores.

No entanto, é preciso tomar cuidado ao manusear a embalagem do alimento, por isso, o cliente deve lavar as mão após abri-la.

Nesse caso é possível, inclusive, enviar algum lembrete junto a embalagem, para que ele não se esqueça do procedimento.

 

2. Conscientização dos entregadores

Se você possui uma equipe de entregadores no seu restaurante, é muito importante conversar com eles sobre o cuidado neste momento.

É fundamental que antes de ter contato com os pedidos, eles façam a devida higienização das mãos, que precisam ser lavadas com água e sabão, além da utilização do álcool gel.

A Uber irá auxiliar motoristas e entregadores que estiveram em quarentena por recomendação médica, ou contaminados pelo COVID-19.

A medida consiste em ajudar financeiramente essas pessoas, tendo em vista que elas não poderão trabalhar. O período de assistência financeira ocorrerá durante 14 dias.

Quais são os sintomas do Coronavírus? 

Muitos sintomas do novo Coronavírus estão presentes também nas gripes e resfriados, o que acaba preocupando boa parte da população, além de confundir as suspeitas.

Mas existem algumas diferenças entre elas, confira as principais:

Sintomas

COVID - 19

GRIPE

RESFRIADO

Febre Comum Comum Raro
Espirros Raro Raro Comum
Nariz entupido Raro Às vezes Comum
Dor de cabeça Às vezes Comum Raro
Cansaço  Às vezes Comum Às vezes
Dores no corpo e mal estar Às vezes Comum Comum
Dor de garganta Às vezes Às vezes Comum
Falta de ar Comum Raro Raro
Diarréia Raro Às vezes Raro

3. Faça promoções

Para aumentar a quantidade de pedidos, é preciso incentivar os clientes, já que alguns são resistentes em comprar comida de fora neste período.

Portanto, baixar preços, criar combos, e pensar em produtos diferenciados é uma boa maneira de atrair a clientela.

Alguns estabelecimentos estão, inclusive, cogitando fechar as portas para atender apenas por delivery.

Além disso, o cuidado com a valorização e fidelização do cliente deve seguir, como sempre. Brindes e descontos são sempre bem vindos.

4. Atenção a equipe

A sua equipe certamente estará insegura sobre trabalhar durante este momento, o que é de se esperar.

Mas, existem algumas medidas que podem ser tomadas para colaborar com os funcionários durante o período. 

Assim, eles se sentirão mais motivados a trabalhar, de uma maneira consciente e responsável.

Para isso, é preciso adotar alguns hábitos, como por exemplo, manter todas as janelas abertas para contribuir com a circulação de ar.

A disponibilização de álcool gel individualmente e no ambiente é uma medida fundamental para incentivar a higienização das mãos com frequência.

O cuidado com o preparo da comida será ainda mais rigoroso, e os utensílios de cozinha também deverão ser limpos com muito mais cautela.

Entre uma fase e outra do processo, como preparo da receita e embalagem, também é preciso lavar bem as mãos.

O diálogo com a equipe precisa ser sério e realista, lembrando sempre que naquele momento, especialmente, as pessoas estão confiando sua saúde a elas.

Quem compra está acreditando no alimento que preparam, como algo que atende totalmente as medidas utilizadas para conter o COVID-19.

Como se prevenir contra o Coronavírus?

Para evitar o contágio da doença, é preciso tomar o máximo de cuidado com a higiene. Confira!

  • Lavar as mãos frequentemente utilizando água e sabão.
  • Usar álcool gel antes e depois de utilizar transporte público
  • Evitar tocar rosto, boca, olhos e nariz.
  • Evitar contato com pessoas doentes
  • Cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar (lenço de papel ou antebraço)
  • Evitar apertos de mãos e contato físico antes da higienização.
  • Limpar objetos de uso diário e frequente, como smartphones, computadores e bolsas.

5. Responsabilidade com o cliente

O contato com o cliente é sempre uma parte essencial para que as vendas cresçam e o seu negócio também.

Nesse caso, fica ainda mais necessário estar sempre a disposição para tirar dúvidas e transmitir segurança aos clientes.

É possível adotar medidas como a criação de um mini folder contendo todas as informações referentes aos cuidados que o freguês precisa ter após receber a comida em sua casa.

Como por exemplo, a limpeza das mãos antes e depois de manusear a embalagem.

Além disso, é possível disponibilizar o panfleto com dados sobre os sintomas e cuidados para prevenção do coronavírus

Essa é uma forma de mostrar para o consumidor que o seu negócio está atento e se precavendo para que nada afete os consumidores.

6. Estratégias de venda

O marketing é sempre fundamental para qualquer restaurante, no caso do delivery, é ainda mais importante.

Com o coronavírus sendo motivo de preocupação para grande parte da população, ajuda muito manter as redes sociais do restaurante focadas nessa temática.

Mostrar, com ajuda do Facebook e Instagram, por exemplo, as medidas que o seu estabelecimento está tomando em relação a pandemia é muito positivo.

Além disso, falar sobre sintomas e prevenção é uma forma de demonstrar cuidado com os clientes. 

Se possível, produzir conteúdos em vídeo é uma tática muito boa. Isso porque eles costumam chamar mais atenção dos clientes.

Isso faz muito bem para a imagem do seu negócio, e faz com que as pessoas sintam confiança para comprar seus pratos, mesmo nessa situação.

7. Tenha um sistema para delivery

O Coronavírus certamente irá aumentar o número de vendas através de delivery, por ser a maneira mais segura para comprar alimentos.

Esse aumento deverá ser significativo, e você precisa estar preparado para atender a demanda. 

Para isso, é necessário além de manter o estoque abastecido e a equipe alinhada, ter um sistema para delivery.

O  serviço da Saipos possui integração entre as principais plataformas de delivery.

Com ele você consegue acompanhar em tempo real todos os pedidos, independente de terem vindo do mesmo app ou não. 

Além disso, o software auxilia no controle de fluxo de caixa e controle de estoque. 

Tudo isso ajudará muito para que não haja atrasos e problemas para dar conta dos pedidos neste momento.

E com certeza vale muito a pena adotar essa medida, apesar de estarmos em um momento de crise!

É preciso utilizar todos os meios para virar o jogo e não deixar o seu negócio ser prejudicado, e o delivery é o melhor caminho para isso!